Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 31.07.03
Como não tenho tido tempo para muito, decidi nomear a minha amiga Adriana como Directora de Conteúdos do bomba inteligente (sim, no bomba inteligente contratam-se amigos e paga-se-lhes a peso de ouro). Aproveito para lembrar que o bomba também tem uma correspondente em Pequim, isto só para vos dar uma ideia do poderio logístico desta grande empresa. A função da nova Directora será a de pesquisar na Net, blogues ou sítios de interesse. A Adriana é fotógrafa (uma das reconhecidamente melhores do País) e para hoje sugere dois fotologs: o Salad's Whore, o diário de uma americana kitsch, e o My Foodlog's Fotolog, o diário exclusivamente gastronómico de um californiano. Ambos contam uma história e ambos são documentos sobre a vida das pessoas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:33

...

por Carla Hilário Quevedo, em 30.07.03
Boas notícias antes de dormir: a triciclofeliz voltou à blogosfera!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:03

...

por Carla Hilário Quevedo, em 30.07.03
Michel Foucault, em Fearless Speech, uma compilação de seis conferências em inglês dadas pelo filósofo na Universidade de Berkeley, analisa a importância da parresia na Grécia Antiga. Parresia, como Foucault bem explica, significa dizer tudo (pan = tudo + rima = verbo, ou melhor, aquilo que é dito). Foucault esclarece que, em inglês, parrhesia foi traduzido para free speech e que "(...) the parrhesiastes is someone who says everything he has in mind: he does not hide anything, but opens his heart and mind completely to other people through his discourse." Ou seja, o parresiatas é alguém que diz a verdade. A questão é depois aprofundada por Foucault, que liga a questão do exercício da verdade com a autoridade e o poder (coisas muito diferentes na altura e agora também). Segundo Foucault, a parresia só era pertença dos corajosos, porque habitualmente eram homens (aparecem mulheres parresiastas em Eurípides) de condição social inferior (ou os anónimos da altura) que num momento certo diziam o que acreditavam ser verdade. E acreditar no que é a verdade significa saber o que é a verdade, algo que para os gregos era a mesma coisa: "For the Greeks (...), the coincidence between belief and truth does not take place in a (mental) experience, but in a verbal activity, namely, parrhesia.



E o que tem o exercício da verdade a ver com a blogosfera? Tudo. Embora dizer a verdade na blogosfera não implique correr risco de vida (ainda). Este pormenor afasta-me da noção de parresia defendida por Foucault, porque para haver parresia de facto tem de haver um poder instituído, e na blogosfera isso não existe. A conjugação da verdade com a sinceridade é o que mais me interessa na blogosfera. E, já agora, na vida. Mas que não é para todos, lá isso não é.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:35

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.07.03
Tenho recebido mensagens muito gentis a perguntar pelo gato Varandas. Algumas pessoas chegaram a propor ficar com o bichano durante a época de férias. Pois vejo-me obrigada a explicar que o mimado Varandas não sai de casa, sob pena de ser comido pelas baratas da calçada. O bichinho não tem a mais pequena curiosidade por conhecer o mundo exterior e nem para jogos de computador tem pachorra. No outro dia, ofereci-lhe uma bolinha. Deu uma patada, outra, e ao que pensava eu ser uma ameaça de um terceiro toque, deitou-se e adormeceu de nariz colado ao brinquedo. Prometo uma exposição fotográfica para breve, aqui no bomba inteligente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:47

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.07.03
Enquanto me delicio com o novo sabor do gelado Häagen-Dazs Banana Caramel Pie, visito alguns blogues novos. Há três blogues muito engraçados e parresiásticos (quem quiser saber o significado desta palavra terá de me enviar um e-mail a pedir muito. Aviso: terei de falar de Foucault. Ainda acham que vale a pena?) na blogosfera. São eles os joviais Tomara-Que-Caia e Blogue de uma Loura, e o desconcertante Lisboa a Arder. Bem-vindos à blogosfera!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:15

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.07.03
Gosto muito de começar o dia com boas notícias. Desta vez é o Macguffin que volta à blogosfera, acabadinho de reler Wittgenstein's Poker: The Story of a Ten Minute Argument Between Two Great Philosophers. Uma óptima sugestão de leitura, que anda perfeitamente de mãos dadas com as minhas recomendações. Um grande beijo de reboas-vindas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:29

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.07.03
Finalmente terminou a ansiedade da espera pelo Telejornal. E agora? O que me reservará o futuro? O esquecimento ou Hollywood?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:52

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.07.03
O bomba inteligente entrará a partir de hoje em velocidade de cruzeiro. Entre o trabalho, as leituras, a escrita de coisas sérias, uma ou outra festarola e umas valentes idas à praia, o blogue não será tão actualizado como até agora.



Para aqueles que vão de férias recomendo um livro: Artigos Portugueses, de Miguel Tamen. Muito divertido e inteligente, original e importante para desfazer de uma vez por todas esse preconceito de que a actividade intelectual é pertença dos grandes chatos. Para quem ficar em casa, sugiro Amigos de Objectos Interpretáveis, de Miguel Tamen. Já a leitura deste livro precisa de algum sossego e não poderá ser interrompida por putos palermas a jogar raquetes mesmo à frente do interessado leitor. Boas férias!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:39

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.07.03
Hoje conheci uma bombinha inteligente: a Madalena, de dois anos, filha do 7000 Nomes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:33

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.07.03
Estou que nem posso. Já ando a valiuns por causa do caso Telejornal. Mata-se uma pessoa a trabalhar para isto. Ele é e-mails a perguntar como é, Charlotte, afinal apareces em que dia da semana, melher?! E de que ano de preferência! Ele é posts a definir a minha não aparição como uma verdadeira tragédia. Ele é lamentos vários. Ele é prémios recebidos a justificar a quantidade de pastilhongas que já meti no bucho. Sinto-me uma verdadeira diva em fim de carreira sem nunca ter aparecido. Muitíssimo divertido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:04

Pág. 1/9