Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 18.08.03
Leio no Abrupto o seguinte: "(...) foi através de Haroldo de Campos e M. S. Lourenço (nos artigos do Tempo e o Modo) que comecei a entrar dentro de Pound e Joyce. E não era o Joyce do Ulisses mas o do Finnegans Wake. “Entrar dentro” significava interessar-me muito, entusiasmar-me, estudar, tentar repetir (...)". Como político explica (sem explicar) o que quer dizer com "entrar dentro". Ora se "entrou dentro" do Joyce de Finnegans Wake, o que terá feito ao Joyce do Ulysses?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:15

...

por Carla Hilário Quevedo, em 18.08.03
Bem, se para o Mata-Mouros, o melhor blogue desta semana foi o Mar Salgado, a melhor refutação a do Liberdade de Expressão, a melhor lição a do Cataláxia, o melhor humor o do Valete Fratres, o melhor texto o do A Aba de Heisenberg, sinto-me honrada com a distinção de melhor "posta". Não há nada como o contexto para se perceber que o elogio tem valor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:26

...

por Carla Hilário Quevedo, em 18.08.03
A Rata Maluka estabelece a ancestral dialéctica taoísta do ying e do yang ao recomendar exclusivamente na sua lista de blogues O Meu Pipi e esta vossa humilde servidora. Não acho que seja nem maniqueísmo nem simplismo. Apela à sabedoria de uma cultura milenar, que explica a energia do universo na sua mais pura essência. Sinto-me orgulhosa por representar o ying e estar tão bem acompanhada pelo escolhido yang.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:13