Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 30.08.03
Acordar cedíssimo a um sábado de manhã pode garantir umas boas horas de pasmaceira a ver a MTV ou a saltar de canal em canal, em busca de um programa que proporcione diversão. Hoje, graças à SIC Mulher, assisti a uma repetição do programa Encontro Marcado, em que Simone de Oliveira entrevistou Rita Ferro.



Começa Simone sem piedade: "No És Meu, há um problema de ciúme; há um problema de posse; há um problema de morte."



O meu comentário: e há um problema de semântica; há um problema de sintaxe; há um problema de falta de talento.



Ao mesmo tempo que a Rita Ferro fala sobre as coisas mais espantosas - do género "tenho uma parte negra dentro de mim", e "já tive a fase Lobo Antunes, que passou e já tive uma fase Torga, que também já passou" -, passa no rodapé uma pergunta a que urge responder: "ler: obrigação ou prazer?" Esperei, esperei... Não é que ficou sem resposta?



E o golpe de misericórdia é dado a meio da conversa.

Simone: "Quem é a Rita Ferro?"

Rita Ferro: "Boa pergunta."



Deixo aqui para bons momentos de galhofeira algumas frases da Simone e da Rita.



"Acho que o John le Carré é muito masculino e que a Lídia Jorge é muito feminina." (Rita Ferro)



"Acho que somos fortíssimas." (Simone de Oliveira. Rita Ferro a concordar com entusiasmo.)



"Sou diferente por dentro e por fora." (Rita Ferro. Simone chateada por não se ter lembrado desta primeiro.)



"Estou cheia de projectos." (Rita Ferro)



E após uma hora bem passada...

Simone: "O que é que a preocupa mais?"

Rita Ferro: "Logo a seguir à fome, logo, logo a seguir, a pior desgraça de todas é a sobre-informação, que faz pessimamente às pessoas, sobretudo à hora das refeições."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:13

...

por Carla Hilário Quevedo, em 30.08.03
Às muitas pessoas que levaram a sério a minha frase acerca de uma eventual ida à Costa Rica, peço desculpas por descaradamente ter mentido. Achei que podia ser divertida a imagem de "ser apanhada" por uma pergunta de um blogueador e ter de pousar as malas já feitas para investigar, analisar e responder. Digamos que ficcionei a coisa e o resultado foi uma série de e-mails a desejar boa viagem. Obrigada por acreditarem sempre em mim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:33