Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 15.03.04
Por causa da lembrança da morte de César, na Poeira de 15 de Março, no Abrupto.



Os Idos de Março



Teme as grandezas, ó minh'alma.

E se não és capaz de triunfar das tuas

ambições, dá-te a elas hesitantemente

e com cautela. E quanto mais avances,

mais cuidadosa e atenta deves ser.



E quando ao máximo chegares, enfim César,

tendo assumido a imagem de um grande homem célebre,

sê cautelosa então quando saíres à rua,

conspícua autoridade e a sua corte,

se por acaso salta dentre a multidão um Artemidoro

que a ti se chega com uma mensagem,

e que ofegante diz "lê quanto antes, é

grave matéria que te diz respeito" -

- não deixes de parar. Não deixes de adiar

seja o que for. Não deixes de afastar

quantos te aclamam, te saúdam (terás sempre

tempo de os receber mais tarde). Até o Senado

pode esperar por ti. Lê imediatamente

os graves avisos desse Artemidoro.



Konstandinos Kavafis, 1911, tradução de Jorge de Sena.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:42