Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 14.04.04
Cara Inês, antes de mais deixe-me felicitá-la pelo seu moleskine. Quanto aos sentimentos contraditórios que tem pelo bomba, sinceramente, I couldn't care less. Perdoo-lhe, pronto. E como gesto de boa vontade, deixo-lhe a primeira sessão da etimologia hebdomadária, sobre a palavra misoginia. Aqui vai em repeat mode.



18 de Janeiro de 2004, 6:58 pm



Etimologia hebdomadária



A partir de hoje, aos domingos, passarei a escolher uma palavrinha e a dissecá-la convenientemente aqui à vista de todos. Assim, organizo a minha pobre cabeça e também vou aprendendo umas coisas, porque, como diz o povo, "o saber não ocupa lugar".



A palavra para hoje é misoginia. Mísos significa ódio (favor não confundir com misós, meio) em grego e esse ginia é tiradinho de yúnis (o "y" lê-se guê, mas mais gutural), que significa mulher em grego antigo. A palavra misoyúnis, ou misógino, vem registada no dicionário como tendo sido inicialmente utilizada (escrita) por Estrabão, que, muito sinceramente, era um grande chato (para confirmar, é favor passarem os olhos por qualquer um dos volumes da Geografia). Curioso é vermos que a palavra se mantém praticamente igual na sua grafia (à excepção de um acento no "i" inicial que cai em grego moderno). Já há odiadores de mulheres há muitos séculos, ah pois há. E não se prevê que desapareçam tão cedo.



De nada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:01

...

por Carla Hilário Quevedo, em 14.04.04
Aleluia! E mil imagens valem por uma palavra... não, espera, como é?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:49