Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 17.04.04
Regressar é um verbo que evito quando escrevo (quando leio não posso fazê-lo). O regresso soa-me sempre à viagem de Ulisses para Ítaca (dez anos e muita gaja e deusa pelo meio). O regresso é demorado, muito demorado. É deixar totalmente e durante muito tempo e depois voltar. Regressa-se quando se demorou muito a voltar. Acredito que seja mesmo um problema de tempo demorado na ausência. Estranharíamos se víssemos um papel a dizer "regresso já" pendurado na porta de uma loja, porque ninguém pode regressar já. No regresso há também uma espécie de expectativa, de bom sentimento. Um assassino não "regressa" a atacar. Tem o corriqueiro "volta" que lhe chega e sobra. Podemos, então, dizer, com todo o à-vontade e com toda a alegria, que a Vírgula regressou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:25