Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 11.06.04
Cenas da vida conjugal



- Homem sorridente...

- ... não tem problemas de dentes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:27

...

por Carla Hilário Quevedo, em 11.06.04
Caprichos com dedicatória incluída: gosto de sopa no Verão. Para o Abel Barros Baptista.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:25

...

por Carla Hilário Quevedo, em 11.06.04
Insultos e bandeiras



O Miguel Esteves Cardoso escreve hoje no DNa um artigo brilhantíssimo (como tudo o que escreve) intitulado "Insultar gregos, espanhóis e russos". Diz o Miguel que não temos palavras para insultar os gregos, os espanhóis e os russos e que está mal porque agora chegou a altura de o fazermos. É o Euro, caramba! E, acrescento, somos os anfitriões! Se não apoiamos Portugal agora quando o faremos? Já que se estorricou o dinheiro, não acham que o mínimo que podemos fazer é efeitar o País de bandeiras? Mas afinal qual é o problema da bandeirinha, que é bonita e tão cheia de história? Percebo que quererem meter-nos a auto-estima a cotonete pelos ouvidos seja enervante e provoque fúria, mas que diabo! Não se trata de auto-estima, mas do mínimo de entusiasmo neste momento social festivo e financeiro!



Bom, limpando a espuma da boca e voltando ao artigo do Miguel, há um bom insulto para os gregos, um bocado forte, mas a ocasião assim o exige. Uma das coisas horríveis que aprendi na Grécia foi a frase gamt'o theós sou, ou seja, "que se foda o teu deus". Parece que coisa pior a um grego não se pode dizer. Não me lembro de nenhum insulto que meta a mãe ao barulho, o que pode ser muito bom (a mãe é demasiado preciosa para a meterem em tais propósitos) ou muito mau (a mãe não interessa para nada ou quem me ensinou esqueceu-se de os referir). Bom, mas mesmo assim, e como aponta muito bem o Miguel, de nada nos vale dizermos essa coisa medonha, porque são os próprios gregos que o dizem e o deus é o mesmo... Enfim, parece que não há saída. Mas há! A bandeira de Portugal já está pendurada na varanda e aí ficará até dia 4 de Julho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:41