Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 30.11.04
Eu hoje acordei assim...





Madonna



... ai que não há meio de deitarem fora a água do banho com a banheira e o bebé lá dentro, ai que afinal não está assim tanto frio, ai o que é que aconteceu aos Sopranos e ao 24, ai que o ar sexy às vezes confunde-se com um ar enjoadinho, ai se me perguntam outra vez quando é que tenho uma criança, respondo que conheço o meu Marido há pouco tempo, ai que hoje vou tirar isto tudo a limpo, ai que isto parecia mesmo uma parede almofadada...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:45

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.11.04
Danos colaterais?



De vez em quando, o bomba inteligente arrasa com uma escola, destrói campos de cultivo, arruina ministérios da juventude. Uma bomba, por mais inteligente que seja, não está livre de ser mal interpretada. É raro, mas acontece. O Macguffin, a propósito do meu post sobre "os vidrinhos", comenta a questão da auto-estima. E fá-lo muito bem. Com certeza nem todos os vidrinhos serão manipuladores, traidores e já não me lembro o quê mais. Não me parece mesmo que seja essa a norma. Habitualmente a falta de auto-estima leva ao sofrimento de não perceber que se é amado, gostado etc. O não-auto-estimado não percebe quando alguém gosta dele, mas essa é outra história, nomeadamente a do Macguffin. A minha cruzada é contra os não-auto-estimados que nos tramam.



P.S.: Macguffin, prepara-te para levar uma sova, no dia 5, da tua amiga.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:32

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.11.04
Hoje é o dia certo para celebrar





29-11-2003



- Estado civil?

- Casados há um ano e felizes há muitos mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:37

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.11.04
Para o Luís...





Maitena, Auto-Retrato



... que hoje acordou com saltos altos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:46

...

por Carla Hilário Quevedo, em 27.11.04
Os vidrinhos



Ao longo da minha vida adulta decepcionei-me com um tipo de pessoas a que chamo "os vidrinhos". A ausência grave de auto-estima, por mim entendida e respeitada como consequência de uma vida difícil e pouco feliz, leva afinal e invariavelmente a uma incapacidade de relacionamento honesto e duradouro seja com quem for. Aprendi a desconfiar de pessoas demasiado susceptíveis, de gente que volta e meia se "magoa" com palavras insuspeitas e, sobretudo, que nunca confronta os amigos com o que sente. Sou inteiramente culpada pela decepção porque sei do que são capazes os vidrinhos da vida: de manipular, de usar, de trair, de inventar. Por saber disto, não me posso queixar. Mas posso escrever este post, coisa que os vidrolas não podem. As criaturas frágeis podem, no entanto, ir berrar para a porta do Tribunal de Monsanto (já não é na Boa-Hora, atenção!), coisa que me vejo totalmente impossibilitada de fazer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:52

...

por Carla Hilário Quevedo, em 27.11.04
Modo de vida: "Il faut toucher les choses, bois ton vin, sens tes roses", La Fête, Rodrigo Leão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:17

...

por Carla Hilário Quevedo, em 26.11.04
Só perguntas: porque será que quando um dos membros do casal diz que tem uma boa notícia para contar toda a gente interrompe com um entusiasmado "vais ter uma criança"? Será que só de parir vive o homem? Quererão os amigos manter o casal ocupado, com o mínimo de diversão possível?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:32

...

por Carla Hilário Quevedo, em 26.11.04
Yeah, yeah, yeah...





Maitena

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:14

...

por Carla Hilário Quevedo, em 25.11.04
Desenterrados vivos



Ontem, na Fnac do Chiado (obviamente), descobri um exemplar de Os Gregos de Kitto e, do mesmo autor, A Tragédia Grega. A 3.ª edição do primeiro título é de 1990 (o que significa que fazem uma edição nova de 15 em 15 anos...) e há muito que não lhe punha a vista em cima. Comprei os livros a preços de Buenos Aires - sete e nove euros, respectivamente - e agora, ao olhar para as capas, penso que vivemos num país de medíocres. Ninguém se interessa por nada. Se pensarmos bem, só no ano passado tivemos uma tradução decente da Odisseia e, muito provavelmente, só daqui a dois anos teremos a da Ilíada. Ora isto é inadmissível! Somos assim obrigados a aprender inglês, alemão, francês (já nem falo de grego antigo e de latim porque me parece absurdo) para termos acesso a esses textos. Saber outras línguas é bom e será sempre uma vantagem, mas não devia ser fundamental. Saber muito bem a nossa própria língua parece-me, isso sim, essencial.



Comprei na Argentina as Obras Completas de Freud, não pelo preço irrisório (não o digo para não perturbar ninguém) mas porque não existe uma tradução portuguesa. Não haverá uma alminha que saiba bem alemão, e que se junte a outras alminhas que saibam bem alemão, bem português, com a formação adequada, e que tenham interesse em fazer o bem a algumas pobres criaturas como eu que até gostariam de ler esses textos em português? Fica o apelo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:26

...

por Carla Hilário Quevedo, em 25.11.04
Blockbomba: Eternal Sunshine of the Spotless Mind (magnífico).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:24

Pág. 1/5