Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 30.12.04
... e um bom, muito bom, ano novo



Para o final deste ano de 2004, deixo-vos com a alegria pessimista do best-seller de Kavafis, o poema Ítaca, com tradução da minha autoria e livre do original em grego moderno. Para sairmos em beleza. Pode ser que assim lá cheguemos.



Ítaca



Quando começares a tua viagem para Ítaca

anseia por que o caminho seja longo,

cheio de aventuras, cheio de conhecimento.

Dos Lestrígones e dos Ciclopes,

do irado Posídon não tenhas medo,

nunca encontrarás coisas dessas no teu caminho,

se o teu pensamento se mantiver elevado, se um distinto

sentimento o teu espírito e o teu corpo tocar.



Os Lestrígones e os Ciclopes,

o feroz Posídon não encontrarás,

se não os carregares na tua alma,

se a tua alma não tos apresentar.



Anseia por que o caminho seja longo.

Que sejam muitas as manhãs de Verão

que com tal satisfação, com tal alegria,

entrarás em portos pela primeira vez;

pára em mercados fenícios,

para adquirires as boas mercadorias,

madrepérolas e corais, âmbares e ébanos,

e perfumes inebriantes de todos os tipos,

a maior quantidade de perfumes inebriantes;

visita muitas cidades do Egipto,

para aprenderes e aprenderes dos sábios.



Mantém Ítaca sempre no teu pensamento.

A chegada aí é o teu propósito.

Mas não apresses de maneira nenhuma a viagem.

Melhor que dure muitos anos;

e que chegues velho à ilha,

rico com tudo o que ganhaste no caminho,

não esperando que Ítaca te dê riqueza.



Ítaca deu-te a bela viagem.

Sem ela nunca terias começado.

Mas não tem mais nada para te dar.



E se a encontrares pobre, Ítaca não te enganou.

Assim que te tornaste sábio, com tanta experiência,

terás já percebido o que as Ítacas significam.



Konstandinos Kavafis, 1910

Tradução de Carla Hilário Quevedo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:14

...

por Carla Hilário Quevedo, em 30.12.04
"Nada é mais triste do que ver o ódio sobrepor-se à necessidade": a ler, com urgência, este texto e também este, do Nuno Guerreiro, no Rua da Judiaria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:53

...

por Carla Hilário Quevedo, em 30.12.04
Eu hoje acordei assim...





Raquel Welch



... embora avisada pela querida Ana do frio de rachar e de ser melhor acordar agasalhada. Coisas que não percebo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:32

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.12.04
Move along, there's nothing to see here: para o Fora do Mundo, que depois de nos brindar com um poema em húngaro continua a deixar-nos à míngua com um poema em islandês já lá vai uma catrefada de dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:36

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.12.04
Bomba de Ouro



Ciência poética



Átimo de pó

(Carlos Rennó-1997)



Entre a célula e o céu

O DNA e Deus

O quark e a Via Láctea

A bactéria e a galáxia



Entre agora e o eon

O ião e o Órion

A lua e o magnetão

Entre a estrela e o electrão

Entre o glóbulo e o globo blue



Eu, um cosmos em mim só

Um átimo de pó

Assim: do yang ao yin



Eu e o nada, nada não

O vasto, vasto vão

Do espaço até ao spin



Do sem-fim além de mim

Ao sem-fim aquém de mim

Den'de mim



de VB, no Conta Natura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:09

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.12.04
Blockbomba: The Butterfly Effect, Duplex, Cypher.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:03

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.12.04
Eu hoje acordei assim...





Brad Pitt



... a pedido de algumas leitoras que se queixaram da quantidade excessiva de mulheres muito giras neste blogue (é a história da minha vida: mulheres que gostavam que eu fosse homem, ai weird...) e para ver se acalmo este senhor que precisa de um duche frio. Cup of coffee anyone?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:56

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.12.04
Era uma ambulância para a rua da Blogosfera, 3, 5.º esq.



Miguel, já devias saber que postar às 4h17 da matina não dá bom resultado. Mas, enfim, todos temos direito aos nossos delírios e esse poderá ser o teu. Eu também (muito sussurrado) não sou parecida com a Marilyn e acordo assim sempre que posso. Já viste o que me obrigaste a fazer? A revelar algo irrevelável! Bom, just in case, os senhores de bata branca já está avisados e não te vão tratar mal. Tens é de estar calminho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:38

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.12.04
Modo de vida: foi bom enquanto durou. (A ser utilizado com amores, amigos e mesmo familiares. Já para não falar do resto.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:14

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.12.04
Bomba de Ouro: "Até para o ano. Tchékhov forever", de Alexandra Barreto, no Seta Despedida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:12

Pág. 1/7