Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 04.11.05
Estado em que se encontra este blogue


Madonna, de I am going to tell you a secret

À espera do DVD, que nunca mais chega. I keep on waiting, anticipating, but I can't wait forever... Actually, I can.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:30

...

por Carla Hilário Quevedo, em 04.11.05
Ninho de cucos (33)

No outro dia, percebi a grande diferença entre os cães e os gatos: os gatos mudam. Os cães são sempre a mesma coisa: a língua de fora, a brincadeira parva e engraçada, a correria, sempre igual. Passam os anos e, além de aprenderem aquelas coisas óbvias que se ensinam aos animais de estimação, permanecem iguais no seu comportamento tresloucado e ansioso, próprio da sua natureza. Por isso, julgo que a história da lealdade dos cães está mal contada. Chamamos "lealdade" a um comportamento que não se altera. E se não puder ser alterado? Achamos que o cão é leal porque leva a vida atrás de nós de língua de fora. Enfim, vemos os animais como nos vemos a nós próprios, o que me parece natural, mas nem por isso certo. O gato Varandas (vamos ao que interessa) mudou nestes seis anos de convívio. No início tinha medo de tudo (foi afastado da mãe demasiado cedo). Depois apaixonou-se pelo meu Marido (coisa que me pareceu absolutamente normal, mas que me obrigou a tomar uma posição um bocadinho desagradável) e depois apaixonou-se por mim (algo que, sinceramente, pela maneira distante como tratei o bicho durante um tempo, só me parece ser uma questão de escolha). O gato mudou, tornou-se carinhoso, afectuoso, sociável (não se esconde quando outras pessoas estão presentes), acalmou, deixou de ter medo e agora até põe a cabeça debaixo do braço - oh, tão quido! - e ronrona em voz alta. O gato Varandas é civilizado.

Adenda: a ilustração certa para este post está no blogue A Vida dos meus Dias. Obrigada, Ana!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:10

...

por Carla Hilário Quevedo, em 04.11.05
Caprichos: a minha personagem favorita da série ER, Serviço de Urgência, mencionada pelo caríssimo besugo (gostei desse episódio), é o Dr. Romano, o careca pequenino. Não é igual a toda a gente, como a sua posição na fotografia o indica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:50