Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 02.05.06
Estado em que se encontra este blogue

"Com efeito, um dia de manhã, estando a passear na chácara, pendurou-se-me uma idéia no trapézio que eu tinha no cérebro. Uma vez pendurada, entrou a bracejar, a pernear, a fazer as mais arrojadas cabriolas de volatim, que é possível crer. Eu deixei-me estar a contemplá-la. Súbito, deu um grande salto, estendeu os braços e as pernas, até tomar a forma de um X: decifra-me ou devoro-te."

Machado de Assis, Memórias Póstumas de Brás Cubas, Livros Cotovia, Lisboa, 2005, p. 22.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:40

...

por Carla Hilário Quevedo, em 02.05.06
Metabloggers do it better (19)

Por vezes apetece sovar o leitor. Sempre excepcionalmente, claro. Deitá-lo de barriga para baixo sobre as pernas e à moda antiga trás, trás, trás, dar umas secas e valentes palmadas naquele rabo, porque leu mal, não percebeu nada e - o pior de tudo, meu Deus! - pediu esclarecimentos ao autor. Não satisfeito com a sua própria ignorância (algo que inevitavelmente ignora), atreveu-se a pedir explicações a quem escreve, a quem pensa sobre as coisas, a quem leva a vida com a cabeça em água, por causa das inúmeras ideias que surgem não se sabe bem de onde muito menos porquê e que se desenvolvem umas mais à solta que outras. Trás, trás, trás, outra vez por andar sempre a chatear o autor, que faz, que faz o que pode, que faz mais ainda; que ensina, dá mimo, é paciente, que se esforça, que compreende, faz a papa toda, que ama sem pedir nada em troca, pelo contrário, sinceramente. E mais umas, trás, trás, trás, ao bom leitor, sim, também. Por exigir cumplicidade, excelência a toda a hora; essa papa bem feita e saborosa e mimo, mais mimo e - a distinta lata! - amizade. Trás, trás, trás, porque nunca deixa o pobre do autor em paz e sossego, que só quer escrever e largar o texto, abandoná-lo porque já não o pode ver, não está nem aí, e se vê chamado ao quadro: "Porque é que escreveu isto?" ou "O que é que quer dizer com aquilo?" ou "Aquilo que escrevia há 20 anos era muito melhor!" O leitor não trabalha e é preguiçoso, quer o autor como dama de companhia, como amiguinho, como explicador, ora bolas para isto! Ler é difícil, requer tempo e treino, não é para todos, mas deixem lá o desgraçado do autor em paz, que às tantas nem sequer é chamado para os textos que escreveu. Por último, trás, trás, trás, muito bem sovados seriam os autores que explicam, respondem e esclarecem. Haja pachorra para tanta ânsia de ser bem entendido. Como se fosse possível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:26

...

por Carla Hilário Quevedo, em 02.05.06
Modo de vida: quando gosto, gosto sempre, sem excepções, nem interrupções, nem preconceitos; quando não gosto, gosto só às vezes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10

...

por Carla Hilário Quevedo, em 02.05.06
Eu hoje acordei assim...

Image Hosting by PictureTrail.com
Valeria Mazza

... em mais um dia lindo, a chapinhar em águas frias...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:01

...

por Carla Hilário Quevedo, em 02.05.06
Six Feet Under Notes: queridos Ana Cláudia, Luís Carmelo e Luís, é oficial - não aguento ver a quinta temporada de Six Feet Under. Como se não houvesse angústia suficiente, Billy deixou de tomar os comprimidos. Passarei apenas a ler os vossos posts.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:12

...

por Carla Hilário Quevedo, em 02.05.06
Porque é que adoro Desperate Housewives (27)

"Bree, Gabrielle, Susan, and Edie are playing cards in the dining room.

Bree: Well, I have some good news. The police are finally releasing Rex's body.
Gabrielle: About time.
Susan: You must be so relieved.
Bree: You know, mostly I'm annoyed that the whole thing happened in the first place. I mean how in the world can anyone accuse me of murder?
Edie: Well, you are wound pretty tight. What? The super mom is always the first to snap. They've done studies.
Bree: Anyway, I was hoping that you were all free Friday morning because that's when I'll be hosting the re-burial.
Gabrielle: The what?
Bree: Look, I know it's an imposition, but Danielle is away on a class trip and Andrew is back at Camp Hennessey for a little refresher course. Well it's just gonna be a very brief and, and dignified ceremony and I was hoping that you could say a few words and, um, I'm gonna read a poem.
Gabrielle: We would love to come.
Susan: Absolutely.

Bree gets up and goes into the kitchen. Susan looks at Edie.

Edie: I'm busy. Sorry.
Susan (whispering): Edie!
Edie (whispering): She's going to read a poem."

Cena do quinto episódio da segunda série, They Asked Me Why I Believe In You.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:08