Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 22.06.06
Última chamada: Alexandre Soares Silva, hoje, às 18h30, na Casa Fernando Pessoa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:36

...

por Carla Hilário Quevedo, em 22.06.06
Lembram-se não sei de quê no dia 23 de Junho? É mais ou menos isso, mas não será no dia 23.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:33

...

por Carla Hilário Quevedo, em 22.06.06
The sound of bomba

"Choice, you know what I'm sayin'?"

Natural, Arrested Development

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:09

...

por Carla Hilário Quevedo, em 22.06.06
Dos Antigos: Ilíada, XXII, 377-405 e XXIV, 9-22 + (Dom Casmurro, capítulo CXXV - Memórias Póstumas de Brás Cubas, capítulo CXXIX) = coisas que melhoram algumas vidas. Um dia destes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:51

...

por Carla Hilário Quevedo, em 22.06.06
Eu hoje acordei assim...

Image Hosting by PictureTrail.com
Elizabeth Hurley

... a pensar numa longuíssima conversa que tive há tempos com a minha querida amiga batukada acerca das diferenças fundamentais entre o totó e o cromo. Falámos sobre a bondade e a maldade associadas a ambos os tipos e defendi que o totó era bom, ingénuo, talvez pouco concentrado, cabeça de vento; enfim, um pouco parvito. Não que o totó seja burro, nada disso; é apenas inútil, incapaz e, de certa forma, bom (de uma certa forma, sim, porque a incapacidade e a inutilidade, na maior parte das vezes, nada trazem de bom). Para ser mau, é preciso ânimo, capacidade de acção, coisas que o totó não tem. Ao totó falta ímpeto e essa falha, embora infelizmente o afaste da concretização do bem (muitas vezes para si próprio), também o distancia do mal. O cromo é concentrado, aplicado, um pouco obsessivo, chatinho. O cromo é de manias, algo que associo à mesquinhez; é egoísta, muito provavelmente rabugento. O cromo só está virado para uma coisa, sendo que essa coisa (seja ela qual for) se refere apenas a ele próprio; à sua própria, digamos, cromice. Como dizia a batukada: "O cromo cola." Cá está: demasiado parado. Não, não gosto de cromos. Já por totós tenho carinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:38