Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 23.08.06
Soprano Talk (6)

Image Hosting by PictureTrail.com

"Vito was spotted in a gay bar." Um episódio espantoso. Agora sim: começou a nova série dos Sopranos. Confesso (e é mesmo confessar que quero) que não estava muito entusiasmada com esta série. O problema logo de início com Tony e a sua saída de cena por cerca de três episódios (dois e meio, vá) afastou-me da série. Vi os episódios, mas um bocadinho a bocejar. Até que chegou o quinto e a coisa começou a animar e agora no sexto tudo se conjuga perfeitamente: a questão da homossexualidade de Vito, os problemas de Tony, que aceita e se está nas perfeitas tintas, mas percebe que isso é mau para o negócio - os da velha guarda, os da nova guarda; enfim, só chatos de galochas que querem ver Vito bem morto e enterrado e que não percebem que há coisas mais importantes; sim, os milhões que Vito dava a ganhar a Tony, com o seu empenho e a sua dedicação. T. quer que tudo se mantenha na mesma, claro. Pronto, está bem, so fuckin' what? Mas Sil toca no ponto: T. está sozinho na sua decisão de não liquidar Vito e isso não é bom; pode originar boicotes nas cobranças e nos pagamentos a Soprano. Em suma, perde dinheiro seja qual for a decisão. Entretanto, Vito fugiu e foi parar a New Hampshire a um B&B, numa noite de grande chuvada, vestido com uma gabardina que o faz parecer-se com o capuchinho vermelho. E o mais engraçado de tudo é que, nem com o Soprano gang à perna, Vito deixa de ver as vistas com toda a tranquilidade do mundo. A cena final é deliciosa: Vito entra numa loja de antiguidades e escolhe o objecto mais caro, dizendo que não percebe nada daquilo, e o vendedor responde: "You're a natural."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:29