Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 24.08.06
Eu sabia que isto estava escrito em qualquer sítio (45)

"Penetrar en una novela, género preferido de nuestra época, que se dice atareada, es como penetrar en un salón lleno de personas desconocidas. Oímos y aprendemos sus nombres y gradualmente vamos distinguiendo sus rostros y las almas que los habitan. Hay novelistas que enriquecen esas inherentes molestias con otras que les son peculiares: el caos cronológico, la ardua ambigüedad de los pronombres y aun de los nombres, la confusión, en una misma página o párrafo, del presente y de la memoria. Priscindiendo de tales novedades, o perversiones, felizmente no inevitables, queda un hecho essencial: el más ou menos largo aprendizaje o, si el neologismo es perdonable, aclimatación, que la novela nos exige."

Jorge Luis Borges, Textos Recobrados, 1956-1986, Buenos Aires, Emecé, 2003, pp. 149-150.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:50

...

por Carla Hilário Quevedo, em 24.08.06
The sound of bomba: Borges não gostava de tango. Ou melhor, gostava dos tangos e das milongas anteriores a Gardel. Não gostava de coisas saudosistas, lamechas e que considerava mal escritas (não gostava de lunfardo). Tenho assim um problema para ilustrar musicalmente o dia de hoje (conheço pouco dessa época). Arrisco (não muito, uma vez que não é cantado) a pôr a tocar El Porteñito, na esperança de não se zangar comigo lá no céu onde se encontra. Toca o Cuarteto Cédron.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:57

...

por Carla Hilário Quevedo, em 24.08.06
24 de Agosto de 1899

Image Hosting by PictureTrail.com

Apio verde, Jorge Luis Borges! Se fosse vivo, completaria 107 anos de idade. Aconselho, desde já, a leitura e a audição do dossier Conexiones, no Clarín. Absolutamente comovedor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:31