Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.12.06
Dos Modernos: talvez o livro que mais esteja a gostar de ler ultimamente seja este com os textos essenciais sobre a psicanálise, de Freud, apesar da tradução nem sempre clara e da edição com uma letrinha mazota para caixas-de-óculos. A dada altura (na página 150), Freud afirma muito claramente o seguinte: "A psicanálise está baseada na análise dos sonhos; a interpretação dos sonhos é o trabalho mais completo que a jovem ciência fez até ao presente." Isto é de um arrojo impressionante! E depois continua (na página 156) com um descaramento que só lido: "A psicanálise pede apenas que apliquemos este processo de inferência a nós próprios - procedimento a que, é verdade, não estamos constitucionalmente inclinados. Se o fizermos, somos obrigados a dizer: todos os actos e manifestações que noto em mim e que não sei ligar ao resto da minha vida mental devem ser julgados como se pertencessem a outra pessoa qualquer: terão de ser explicados por uma vida mental imputada a essa outra pessoa." Estou a passar por uma fase de difícil leitura (muito técnica) em que fala sobre o inconsciente, mas até agora, nada de mãe, nem de pai e muito menos de avô ou de avó. Mas, afinal, quem foi a mãe de Medeia? Ou a mãe de Jocasta? Pode Antígona ter tido a mãe como avó, dado que teve a avó como mãe, por mero acaso decidido pelos deuses?

Adenda: perante termos como "investimento", "pré-consciente" e "impulso de amor", decidi ler a complicada parte em que Freud explica o conceito de inconsciente, com uma pequena ajuda. Mas o próprio escreve o seguinte: "O que conseguimos reunir nas discussões precedentes é provavelmente tudo o que podemos dizer a respeito do Ics. [inconsciente] (...). É verdade que não é muito e em certos pontos dá-nos a impressão de obscuridade e confusão; e, acima de tudo, não oferece qualquer oportunidade de se coordenar ou inserir o Ics. num qualquer contexto que nos seja familiar." (p. 177) Se é assim, fico mais descansada.

Segunda adenda: um momento! Descubro que o meu Marido é proprietário do Dicionário do Inconsciente, sob a direcção de Jacques Mousseau e Pierre-François Moreau, editado pela Verbo. Ah, isto agora é que vai aquecer!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:41

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.12.06
Bom em todas as línguas

"Tal como o físico, o psíquico também não é, na realidade, necessariamente, aquilo que nos parece ser."

Sigmund Freud, Textos essenciais da psicanálise, volume I, tradução de Inês Busse, Publicações Europa-América, 2001, p. 158.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:33

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.12.06
Metabloggers do it better (42)

Tenho a seguinte teoria: quem está na blogosfera ininterruptamente há três anos (ou mais) - mesmo quem começou como leitor e depois decidiu criar o seu blogue - nunca mais daqui sai. Esses blogues não acabam. Mas atenção que se pode tratar apenas de um entusiasmo matinal da minha parte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:27

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.12.06
Metabloggers do it better (41)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:22

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.12.06
Eu hoje acordei assim...

Image Hosting by PictureTrail.com
Christina Ricci

... frio? A sério? Mas muito frio mesmo? Não pode ser. Aqui nas minas está um calor insuportável.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:16