Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 30.06.07
Madonna

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:34

...

por Carla Hilário Quevedo, em 30.06.07
Peggy Lee

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:23

...

por Carla Hilário Quevedo, em 30.06.07
Eu hoje acordei assim...


Joan Collins

... numa das minhas pesquisas habituais no Google Images, percebi que Joan Collins foi no seu tempo de juventude muito bonita. Nesta imagem de hoje, que revela o modo como acordei (uma pessoa às vezes acorda em cada posição mais estranha), não se nota tudo, mas façam uma pesquisa. É o problema destas cirurgias plásticas excessivas: apagam os sinais da beleza da juventude. Não permitem comentários do género "Quando era nova deve ter sido muito bonita" habitualmente seguidos de apologéticos "E ainda é". Essas observações não são más. São apenas naturais como o tempo que passa sem a intervenção do bisturi. Este post do Ex-Ivan merece ser posto de castigo sem direito a Playstation. Gena Rowlands sempre! Descobri esta maravilha através do Mise en Abyme, e que completa aquela outra. O Nuno e o Vasco Barreto passaram-me a batata quente dos cinco livros que li nos últimos tempos e de que gostei (não foram os últimos cinco, mas não faz mal, pois não? para compensar, o último da lista é o que estou a ler agora). Okidoke, aqui vai:

- Poesia, Alberto Caeiro;
- Contos, Dorothy Parker;
- As Vidas dos Doze Césares, volume 3, Suetónio;
- The Sovereignty of Good, Iris Murdoch;
- Pre-Psycho-Analytic Publications and Unpublished Drafts (volume I da Standard Edition), Sigmund Freud.

E passo a batata, que vai ficando cada vez mais fresquinha, ao Rui Zink, à Ana Cristina Leonardo, ao José Bandeira, à Fátima Rolo Duarte e à Ana Cláudia Vicente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:53

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.06.07
Coisas que melhoram algumas vidas (73)

"Maimónides, o maior pensador moral judeu do período medieval, concebeu uma «Escala Dourada da Caridade». O grau inferior da caridade, disse ele, é dar relutantemente; o segundo, é dar com alegria mas não em proporção à aflição da pessoa com necessidade; o terceiro nível é dar com alegria e proporcionalmente, mas apenas quando nos é solicitado; o quarto é dar com alegria e proporcionalmente, sem que nos seja solicitado, mas colocar a oferenda na mão da pessoa, fazendo-a sentir vergonha; o quinto é dar de forma a não se saber a quem se beneficia, mas o beneficiado conhecer a nossa identidade; o sexto é saber quem beneficiamos, mas permanecermos incógnitos para o beneficiado; e o sétimo é dar de modo a não sabermos quem beneficiamos e o beneficiado não conhecer a nossa identidade. Acima deste sétimo nível, Maimónides colocou apenas a antecipação da necessidade de caridade e a sua prevenção, ajudando os outros a ganhar o seu sustento sem precisarem de recorrer à caridade."

Peter Singer, Como havemos de viver?, Lisboa, Dinalivro, 2005, p. 291.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:41

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.06.07
"But the dutch speak four languages and smoke marijuana"


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:34

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.06.07
"He was a cheeky monkey"


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:31

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.06.07
"Why not call it Church of England?"




Eddie Izzard totally rules! (Obrigada!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:23

...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.06.07
Eu hoje acordei assim...



... Há uma pergunta clássica que grande parte dos jornalistas obrigatoriamente faz a quem tem um blogue e que é a seguinte: «Porque é que tem um blogue?» As respostas se não são deviam ser quase tantas quantos (pelo menos) os blogueadores inquiridos. Aquelas de que mais gosto oscilam entre um «sei lá» snobe seguido de um popularucho encolher de ombros que felizmente ninguém vê e um frívolo «diverte-me» que desresponsabiliza completamente o seu autor ou a sua autora. No entanto, a resposta que mais tenho ouvido nos últimos tempos vem sempre acompanhada de um relato breve, embora enfadonho, que acaba indefectivelmente com um «e foi nessa altura que [nome do pai, da mãe, do tio, do amigo, da namorada, do aluno, antecedido de artigo] me perguntou porque é que eu não fazia um blogue». Ora vamos lá a ver, quem diabo pode alguma vez sugerir uma coisa destas? Mas pior ainda: quem pode levar tal sugestão a sério? (Tu devias ter um blogue continua na Atlântico de Junho)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:27

...

por Carla Hilário Quevedo, em 26.06.07
Um resultado do trabalho numas minas

Espero que gostem tanto de ler A procura do amor, de Nancy Mitford, como eu gostei de o traduzir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:49

...

por Carla Hilário Quevedo, em 26.06.07
Um resultado do trabalho numas minas paralelas

Época de acasalamento, de P. G. Wodehouse foi traduzido por Alexandre Soares Silva, que também colaborou na adaptação da sua tradução para português de Portugal feita por Fernanda Mira Barros e por mim para os Livros Cotovia. Espero que se divirtam com a leitura!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:39

Pág. 1/10