Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
The Two Women
by G. K. Chesterton

Lo! very fair is she who knows the ways
Of joy: in pleasure’s mocking wisdom old,
The eyes that might be cold to flattery, kind;
The hair that might be grey with knowledge, gold.

But thou art more than these things, O my queen,
For thou art clad in ancient wars and tears.
And looking forth, framed in the crown of thorns,
I saw the youngest face in all the spheres.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:58

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
Shakespeare Masterclass: An Actor Prepares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:56

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
"We're talking about chickens, we're talking about eggs"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
Hey Jude - Hugh Laurie

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:33

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
O bomba inteligente errou



Levada ao engano por um post do Filipe Nunes Vicente em que falava sobre os seus últimos anos na blogosfera, precipitei-me ao dar os parabéns ao Mar Salgado. Afinal é em Maio! Perdoai esta pobre cabeça. Quando chegar a altura festejo outra vez. This wasn't happy birthday, was it?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:02

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
French and Saunders sobre Sophie Ellis-Bextor

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:42

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
Educação musical (23)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:40

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
The Pessimist
by Benjamin Franklin King

Nothing to do but work,
Nothing to eat but food,
Nothing to wear but clothes
To keep one from going nude.

Nothing to breathe but air
Quick as a flash 't is gone;
Nowhere to fall but off,
Nowhere to stand but on.

Nothing to comb but hair,
Nowhere to sleep but in bed,
Nothing to weep but tears,
Nothing to bury but dead.

Nothing to sing but songs,
Ah, well, alas! alack!
Nowhere to go but out,
Nowhere to come but back.

Nothing to see but sights,
Nothing to quench but thirst,
Nothing to have but what we've got;
Thus thro' life we are cursed.

Nothing to strike but a gait;
Everything moves that goes.
Nothing at all but common sense
Can ever withstand these woes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:15

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
Além de haver insultos e insultos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:41

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
Não esqueçamos que há vómitos e vómitos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:36

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
Se tivesse tempo, escrevia dez mil caracteres sobre este vídeo. Como não tenho, não escrevo, paciência. Pode ser que no dia 25 de Dezembro...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:09

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
Por falar em poemas: está um belíssimo de Adília Lopes n'O Regabofe. Mas não o vou roubar à ganância só para o pespegar aqui. Vou deixá-lo que fica muito bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:04

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
Correio dos leitores: de uma leitora muito gentil recebi este poema de Emily Dickinson que agradeço, muito obrigada!

Nature rarer uses Yellow
Than another Hue.
Saves she all of that for Sunsets
Prodigal of Blue

Spending Scarlet,
like a WomanYellow she affords
Only scantly and selectly
Like a lover's Words.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:47

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
Un film de Jean-Luc Godard



À bout de souffle foi até agora o filme de Godard (dos que vi, ainda poucos) de que mais gostei. Mais ainda do que de Bande à part. A cena que gostaria de deixar aqui é a da entrevista ao escritor, em que os jornalistas só fazem perguntas sobre o amor, as relações amorosas, os homens, as mulheres, as expectativas, as decepções, e em que Jean Seberg repete uma pergunta a que o escritor responde com o silêncio: "Qual é a sua maior ambição na vida?" Mas não está no YouTube, quel dommage.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:44

...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.12.07
Eu hoje acordei assim...


Jean Seberg

... numa conversa sobre astrologia - não totalmente informal, por acaso - noto uma expressão de desagrado perante as informações mínimas que dou a esse respeito: signo e ascendente. Nenhum dos outros participantes na conversa considera haver alguma coisa de anormal numa criatura Virgem com ascendente Carneiro. Mas a especialista no assunto treme, franze o sobrolho, noto que a revelação a perturba. Tento salvar-me e explico que um dia me ofereceram um mapa astrológico que indicava que a grande maioria dos planetas se encontrava em Escorpião, esforçando-me por limpar a minha imagem. Explico-lhe que não há nada a temer. Que sou uma espécie de santa autoritária mas que à excepção desse paradoxo aparente sou feita de sangue e ossos como a criatura sentada ao meu lado, por mero acaso um Caranguejo com ascendente Escorpião. Ela responde, muito séria, que os homens virginianos são capazes do maior dos distanciamentos, que não há nenhum signo pior. Que amam intensamente e que um dia desaparecem como se nada mais existisse. Salto da cadeira! Não, não, não! As virginianas não são assim. São carinhosas, dedicadas, umas santas, repeti. E o ascendente está sobrevalorizado! Por muito que se diga e que se queira, os homens e as mulheres são diferentes, e nos signos é a mesma coisa. Tanto fiz que a convenci. Tanto fiz que me convenci a mim própria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:51