Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 05.01.08
Educação musical (27)



(Madonna classic: controlado e teatral, bonito e ridículo, encenação pura e muito bem feito.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:52

...

por Carla Hilário Quevedo, em 05.01.08
Educação musical (27)



Para uma criança de extremo bom gosto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:39

...

por Carla Hilário Quevedo, em 05.01.08
Educação musical (26)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:35

...

por Carla Hilário Quevedo, em 05.01.08
Diz-me uma amiga: que não sou sensível à lei do tabaco porque não sou fumadora. Tem razão. É verdade que se fumasse teria pelo menos curiosidade por essa questão que me afectaria directamente. Esclareço, no entanto, que não é o facto de os outros fumarem que me incomoda. Não imponho ao mundo que seja não fumador, não condeno (era só o que faltava) nenhum cigarro fumado, mesmo contra a lei num recinto fechado. Só não percebo a histeria em torno do caso e o aproveitamento de uma questão menor (repito) para reclamar algo tão sério e profundo como a liberdade individual. Saibam que não sou grande adepta deste tipo de obsessão com as liberdades individuais. Como se o mundo fosse composto por casulos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:12

...

por Carla Hilário Quevedo, em 05.01.08
Eu hoje acordei assim...


Audrey Hepburn

... sou da opinião que a ASAE deve fechar todos os estabelecimentos que muito bem entender. Desculpem lá, as bolas de berlim na praia? Nem queria acreditar no coro de indignações na altura. E que se dane a ginginha e mais a empadinha de conteúdo mais que duvidoso. Fechem, por favor, fechem à vontade. E, sinceramente, a respeito da lei to tabaco, acho só lamentável que se discutam tanto questões menores como essa. Tanto tempo, que diabo, a falar sobre se podemos fumar. Chega a ser uma falta de educação o tempo gasto em disparates disfarçados de Grandes Causas como esta do tabaco. Lamento, mas não me comove. Não me desperta sequer curiosidade. Ninguém parece muito preocupado em falar sobre os problemas graves deste País, como a pobreza, que, se dúvidas houvesse, está cada vez mais visível. Deve haver um medo qualquer de se ser considerado demagógico, e mesmo um pouco frívolo, pois se toda a gente sabe que em Portugal se vive mal, não há dinheiro, há fome, e então? Perante este estado de coisas num dia nublado, mas lindo, vou dedicar o dia à contemplação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:56