Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 17.02.08
Alain de Botton sobre Sócrates



Óptimas imagens de Atenas (ah, tantas saudades) e um início completamente ao meu gosto: "Sócrates era muito feio". A ver a segunda parte e a terceira também.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:33

...

por Carla Hilário Quevedo, em 17.02.08
Alain de Botton sobre Séneca (3)



Terceiro conselho: perceber que não controlamos nada, que a Fortuna faz o que tem a fazer e que é independente de nós. Sim, mas mesmo que aceitemos que tudo pode correr mal e que estejamos preparados para o pior, não me parece bom que não soframos quando o mal acontece. Perante a perda de um ente querido (seguindo mais uma vez um exemplo dado nesta parte do documentário), mesmo sabendo que essa perda é inevitável, não sofrer é um sinal de desumanidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:02

...

por Carla Hilário Quevedo, em 17.02.08
Alain de Botton sobre Séneca (2)



Segundo conselho: reflectir sobre todas as coisas que podem correr mal para poder viver com serenidade o dia em que tudo realmente corre mal. Mas a pergunta a fazer aos que pensam que têm o dom de controlar o destino, a surpresa, a frustração - e os outros, a questão é essa - é who the hell do you think you are?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:28

...

por Carla Hilário Quevedo, em 17.02.08
Alain de Botton sobre Séneca (1)



Primeiro conselho: ser menos optimista, reduzir as expectativas que temos em relação aos outros para não nos desiludirmos nem termos crises de ira. É então possível concluir daqui que Séneca acreditava que quem tem expectativas, de certa forma, está certo, o que não é de todo verdade. Quem espera que os outros conduzam bem (mantendo o exemplo apresentado por Allain de Botton) e nunca cometam erros está a dizer de si próprio que tem uma condução irrepreensível e nunca erra, e que, por isso mesmo, tem toda a razão em não aceitar que os outros guiem mal. Mas assim as suas expectativas são simplesmente irrealizáveis. Como tal, porquê tê-las? Freud responderá melhor a esta pergunta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:25

...

por Carla Hilário Quevedo, em 17.02.08
Eu hoje acordei assim...


Milla Jovovich

... está a chover, a visibilidade é fraca, mas estes pormenores não tornam este dia num dia feio, muito pelo contrário. A água é precisa (muito necessária, aliás, como bem sabem os que seguem o bomba) e uma certa nebulosidade também nem sempre é má. Este blogue já cresceu o suficiente para aceitar o lusco-fusco; que é como quem diz, a ambiguidade. Mas coisa gira, mesmo muito gira, é a escolha de palavras da Fátima e da Fátima Júnior. Uma beleza!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:26