Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sister Sledge - He's The Greatest Dancer

por Carla Hilário Quevedo, em 29.04.08

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:05

Eric Burdon - Hold On I'm Comming

por Carla Hilário Quevedo, em 29.04.08

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:58

The Animals - Please Don't Let Me Be Misunderstood

por Carla Hilário Quevedo, em 29.04.08

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:33

Ninho de cucos

por Carla Hilário Quevedo, em 29.04.08

- Quem é o meu pitbullzinho, quem é?

- Miau!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:09

Rádio Blogue: O caso Esmeralda

por Carla Hilário Quevedo, em 29.04.08

Quando Aidida Porto entregou a sua flha de três meses aos cuidados de Luís Gomes e Adelina Lagarto, fê-lo porque não tinha condições para a criar e porque o pai não assumira as suas funções. Que mulher, no lugar desta mãe, não faria o mesmo? Esmeralda Porto tem, assim, duas mães, uma biológica, Aidida Porto; e uma afectiva, Adelina Lagarto. A criança tem ainda dois pais: Baltazar Nunes, o pai biológico; e Luís Gomes, o pai afectivo. Biologia e afectividade nem sempre andam de mãos dadas, é certo. Aceitemos, por isso, o novo vocabulário. São, infelizmente, muitos os casos de pais biológicos incapazes de sentir afecto pelos filhos. Esmeralda, pelo contrário, tem sido muito pretendida por todos. Sou capaz de ser a única pessoa no País assustada com este caso de overdose afectiva, embora também por causa da demora em resolver o destino de quem não parece tido nem achado no processo: a criança. Após mais um adiamento de entrega ao pai biológico, os quatro intervenientes no processo serão ouvidos no dia 12 de Maio a propósito dos pedidos de regulação do poder paternal feitos pela mãe biológica e pelo casal afectivo. Se a decisão for a favor dos pais afectivos será uma sentença ilegal? É correcto dar uma oportunidade ao pai biológico? O que é melhor para a Esmeralda?

 

Publicado ontem no Meia-Hora. Deixe a sua opinião através do número 21 351 05 90 ou no Jazza-me Muito. Os seus comentários vão para o ar na Rádio Europa à sexta-feira, às 10h45, e ao domingo, às 14h15.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:11