Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Bomba de Ouro

por Carla Hilário Quevedo, em 24.05.08

"Patinha Antão mostrou notável contenção, resistindo heroicamente à tentação de chamar idiotas a todos os presentes. Gore Vidal costumava dizer que não havia problema no Mundo que não pudesse ser resolvido se lhe pedissem a opinião. Patinha parece alimentar a mesma convicção, mas com uma diferença crucial: não nos basta pedir a sua opinião - devemos implorá-la, espojados no chão, enquanto gememos e esfregamos gravilha no cabelo, até que ele aceda em resmungar alguma luz sobre o problema. Tenho um tio que se comporta exactamente como Patinha Antão e ninguém na família fala com ele. Vive hoje na Damaia, protegido por rotundas inegociáveis, e a única pessoa que o atura é uma mulher-a-dias da Eslováquia." Rogério Casanova

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:04

Mais resultados

por Carla Hilário Quevedo, em 24.05.08

O Jansenista é existencialista!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:40

É um bocado isto, é

por Carla Hilário Quevedo, em 24.05.08
What philosophy do you follow? (v1.03)
created with QuizFarm.com

You scored as Justice (Fairness)

Your life is guided by the concept of Fair Justice: Everyone, yourself included, should be rewarded and punished according to the help or harm they cause.

"He who does not punish evil commands it to be done."
--Leonardo da Vinci

“Though force can protect in emergency, only justice, fairness, consideration and cooperation can finally lead men to the dawn of eternal peace.”
--Dwight D. Eisenhower

More info at Arocoun's Wikipedia User Page...
 

Justice (Fairness)

 
70%

Utilitarianism

 
60%

Divine Command

 
45%

Kantianism

 
45%

Existentialism

 
45%

Hedonism

 
45%

Nihilism

 
20%

Strong Egoism

 
10%

Apathy

 
5%

 

Via Utilitarista Espontâneo. E O Senhor Comentador é kantiano!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:31

Os japoneses não existem (7)

por Carla Hilário Quevedo, em 24.05.08

Tomoyo também conhece outros jogadores portugueses, mas para ela, como Paulo Ferreira não há mais nenhum.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:17

Adorei, adorei, adorei

por Carla Hilário Quevedo, em 24.05.08

Primeiro: a entrevista de Constança Cunha e Sá a Luís Filipe Menezes, na terça-feira. Vimos no programa Cartas na Mesa um ex-líder do PSD magoado, pássaro ferido, ressentido. E a mágoa exposta é sempre um incómodo para os espectadores, fartinhos de ver políticos a usar um vocabulário lamechas e sentimental para o que é política e trabalho. Sempre que um político fala em paixões, amores, decepções - ui, decepções! - e traições, boa coisa não pode vir dali. Não significa que o líder, seja qual for, tenha de ser distante e insensível, mas que seja saudável, caramba. É assim tão complicado? Como foi possível que um candidato tão fraco chegasse à liderança do maior partido da oposição?

 

Segundo: o debate ontem no Jornal Nacional, moderado por Manuela Moura Guedes, com os quatro (quatro?) candidatos à liderança do PSD: Manuela Ferreira Leite, Pedro Passos Coelho, Pedro Santana Lopes e Patinha Antão (?), seguido do comentário de Vasco Pulido Valente, com os quatro ainda em estúdio, a dar a vitória do debate a Manuela Ferreira Leite, com toda a justiça do mundo, aliás. Uma palavra para Pedro Santana Lopes. Há que admitir que é combativo. Está vivo, ao contrário de muitos, o que é mesmo uma vantagem. Pedro Passos Coelho começa agora a sua carreira política séria. Falta-lhe solidez mas está a começar. É sempre difícil ter solidez quando se começa, a menos que se seja um psicopata. Manuela Ferreira Leite, muito, muito bem, embora por vezes caia na tentação de ser excessivamente zelosa de uma suposta falta de conhecimento dos dossíês. Entendo o seu cuidado mas MFL tem autoridade suficiente para dispensar esse tipo de introdução ao discurso.  Bravo! O debate foi vivo, interessante e cordial. Começou finalmente a campanha para a liderança do PSD. Estavamos a ponto de um dia acordar com uma nova líder social-democrata sem darmos por nada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:36