Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A perfeição existe

por Carla Hilário Quevedo, em 19.08.08

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:33

Superpiroso

por Carla Hilário Quevedo, em 19.08.08

(copyright da imagem Jeff Gross/Getty Images) Não gostei nada do espectáculo de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim. Talvez no Tibete haja outros espectadores também imunes ao exibicionismo chinês. Mas Direitos Humanos e liberdade de imprensa à parte, a China mostrou ao mundo os seus bem conhecidos três pontos fortes: 1) a quantidade imensa de gente; 2) a tecnologia avançada; e 3) o dinheiro. No entanto, não se livram da piroseira do piano branco com a criança a tocar três notas ao lado das poucas pessoas a quem foi dado o direito de se distinguir naquele país, como é o caso do pianista Lang Lang, nem da falta de variedade numa cerimónia que não se pretende repetitiva. E qual é o mérito de bater em dois mil e quinhentos tambores ao mesmo tempo? Ponham dois mil e quinhentos portugueses a tocar ferrinhos num parque de estacionamento que será igualmente impressionante. O abuso da tecnologia tornou o espectáculo incompreensível. E dado que a acção se passava no centro do estádio olímpico, tudo parecia estar demasiado longe e fora do alcance. Muito diferente da dimensão humana que vimos em Atenas. Mas gostei que José Sócrates não tivesse ido a Pequim. Uma pena que não tenha explicado bem porquê.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 15-08-08.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:28