Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Rádio Blogue: Tribunais islâmicos

por Carla Hilário Quevedo, em 22.09.08

Declarações do juiz Nicholas Philips e do Arcebispo de Cantuária, Rowan Williams, no começo deste ano, sobre a aplicação da lei islâmica nos tribunais britânicos geraram uma forte polémica. Mas ao contrário do que parecia, assim fizeram saber Philips e o Arcebispo, a defesa da sharia não se estendia à punição física de ladrões e adúlteras- a saber, cortes de dedos e chibatadas- limitando-se a casos de disputa civil ou familiar. Ora, segundo noticiam os jornais ingleses, os tribunais islâmicos que aplicam a sharia são agora legalmente reconhecidos em Inglaterra. A forte reprovação por parte da opinião pública inglesa não serviu para impedir o surgimento de cinco tribunais com capacidade para julgar casos de disputa conjugal e de propriedade de acordo com a sharia, como, por exemplo, casos de violência doméstica, divórcio e heranças. Os muçulmanos britânicos podem agora ver os seus casos de partilhas resolvidos em tribunais adequados ao seu exclusivo efeito. O Times reporta um exemplo recente: num caso de partilhas entre irmãos - três mulheres e dois homens - as irmãs receberam metade do património que lhes pertenceria por direito segundo a lei britânica. Como recebe esta notícia? Pode haver, no mesmo país, dois tipos de justiça incompatíveis?

 

Publicado hoje no Meia-Hora. Deixe a sua opinião através do número 21 351 05 90 ou no Jazza-me Muito. Os comentários que chegarem até quinta-feira, dia 25, às 15h, vão para o ar na Rádio Europa na sexta-feira, às 10h40, e no domingo, às 14h10.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:41