Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Miss Piggy & Cheryl Ladd - I Enjoy Being A Girl (Rodgers and Hammerstein)

por Carla Hilário Quevedo, em 29.10.08

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:39

54:58 com Stephen Sondheim

por Carla Hilário Quevedo, em 29.10.08

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:17

"I could understand a person / If he actually was dead" - Stephen Sondheim

por Carla Hilário Quevedo, em 29.10.08

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:09

Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.10.08

Mary-Louise Parker

 

... se há coisa que me põe fula é quando aparece no fim dos episódios de Medium a indicação "to be continued". Ora, gaita! Está ali uma pessoa a dedicar o seu tempo a uma mulher cujos sonhos são úteis na resolução de crimes - ou mesmo para encontrar pessoas vivas e desaparecidas - e subitamente um interruptus obriga o espectador a suspender o seu interesse pelo fim da história durante uma semana. Isto aborrece-me muito. Para compensar temos sempre dois episódios seguidos de Weeds. Não que não haja uma interrupção à mesma, mas o espectador aceita essa regra das séries. Não há casos resolvidos em cada episódio. Weeds não tem fim. Mas está a acontecer algo curioso à nossa espectacular Nancy Botwin (além daquelas mini-saias tipo cinto que agora usa): é tudo tão perfeito nesta mulher que não é possível. Num dos últimos episódios até com um olhar deu a indicação de que sabia que algo podia correr muito mal por ter ignorado a hierarquia mexicana, indo falar directamente com o big boss e desacreditando o carrancudo Guillermo. Nancy Botwin está a parecer-se com uma personagem de banda desenhada, uma espécie de heroína com poderes especiais. Não sei se gosto muito. Quer dizer, gosto mas assim não há surpresas. E estou cada vez mais caprichosa. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:51