Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Apesar da miopia

por Carla Hilário Quevedo, em 20.11.08

"Gente estúpida pôs a correr a tese de que, dado que apoiam os seus em todas as circunstâncias, aconteça o que acontecer, as mulheres são cegas, não vêem nada. Essa gente nunca deve ter conhecido mulher nenhuma. As mesmas mulheres que estão prontas a defender os seus homens quando eles se portam bem e quando eles se portam mal são (nas suas relações pessoais com esses homens) de uma lucidez quase mórbida quanto à fraca qualidade das desculpas e à incidência da teimosia deles. (...) As mulheres - que são totalmente místicas nos seus credos - são totalmente cínicas nas suas críticas. Thackeray expressou muito bem esta peculiaridade ao criar a mãe de Pendennis, que adorava o filho como se ele fosse um deus, mas tinha a certeza de que ele faria asneiras como um homem. A mãe subestimava-lhe a virtude, embora lhe sobrestimasse o valor. A devota tem toda a liberdade de criticar; a fanática pode perfeitamente ser céptica. O amor não é cego; muito longe disso. O amor está preso; e, quanto mais preso está, menos cego é."

 

G. K. Chesterton, Ortodoxia, trad. Maria José Figueiredo, Lisboa, Alêtheia, 2008, pp. 98-99.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:10

Modo de vida

por Carla Hilário Quevedo, em 20.11.08

Acabo de descobrir por que motivo considero a mesquinhez o pior (e mais frequente) defeito humano: é afinal o oposto da maior (e mais rara) virtude - a grandeza de alma.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:06

Diferenças fundamentais

por Carla Hilário Quevedo, em 20.11.08

Entre aqueles que pensam que viver é um dado adquirido e os outros que acham que a vida é um bónus vai uma distância tão grande como daqui ao planeta anteriormente conhecido por Plutão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:02