Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Joy to the World

por Carla Hilário Quevedo, em 28.02.09

Descobri a entrevista de Iris Murdoch a Bryan Magee que vi há menos de um ano.

 

 

Continua na segunda, terceira, quarta e quinta partes. Enjoy!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:57

Burn, baby, burn

por Carla Hilário Quevedo, em 28.02.09

"Prepara-se um grande churrasco no Inferno."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:56

Camille Paglia contra The Sopranos

por Carla Hilário Quevedo, em 28.02.09

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:47

Para concluir

por Carla Hilário Quevedo, em 28.02.09

O caso Courbet foi muito interessante porque levou a que gente adulta se indignasse com toda a veemência contra aqueles que em Braga se manifestaram contra uma capa de um livro. O que dizer de quem reclama de indignações alheias? Talvez que se trata de gente que não aceita modos de vida pacíficos diferentes dos seus, e que acredita que o mundo existe para ser moldado à sua triste medida. É a vontade de controlo sobre as cabeças das outras pessoas que move estas criaturas sempre cobertas de razão no que diz respeito a escolhas, crenças e sentimentos alheios. Não só sabem tudo sobre os outros como explicam qual deveria ser o seu comportamento. É uma pena que não apliquem todo esse conhecimento profundo a si próprias. A apreensão atarantada da PSP é uma questão menor ao pé de tudo isto. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:25

Rádio Blogue: Jade Goody

por Carla Hilário Quevedo, em 27.02.09

A estrela do reality-show Big Brother, Jade Goody, de 27 anos, ficou célebre por proferir comentários racistas sobre uma participante indiana. Até há bem pouco tempo, era apenas conhecida do público britânico, mas o seu nome ultrapassou fronteiras com a notícia de que estava a morrer. A primeira notícia de que sofria de cancro do colo do útero foi anunciada ao vivo na televisão em Agosto do ano passado. Quando recentemente soube que lhe restavam poucas semanas de vida, Jade vendeu os direitos de transmissão do seu casamento ao canal televisivo que a tornou famosa. Na altura correu o boato de que também teria vendido os direitos de transmissão da sua morte. O rumor acabou por ser desmentido pelo seu agente, Max Clifford, que, em declarações ao Guardian afirmou que "há limites de realismo na tele-realidade"; e que, à excepção de uma entrevista à ITV, Jade Goody tenciona passar os últimos dias de vida longe das câmaras. As oitocentas mil libras ganhas com os direitos de transmissão da boda e o exclusivo das fotografias garantem o futuro dos seus dois filhos. Entretanto, mais mulheres fizeram testes de prevenção do cancro do colo do útero. Isto justifica o aparelho mediático? Se Jade Goody mudar de ideias e decidir morrer em público, é possível não ver nada de mal na decisão?

 

Publicado hoje no Meia-hora. Deixe a sua opinião através do número 21 351 05 90 ou no Jazza-me Muito. Os comentários que chegarem até quinta-feira, dia 5, às 15h, vão para o ar na Rádio Europa na sexta, dia 6, às 10h30.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26

Bomba-correio

por Carla Hilário Quevedo, em 27.02.09

O Ricardo avisa que não é só em Braga: Five Images the New York Times Didn’t Want You to See.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:25

And again

por Carla Hilário Quevedo, em 27.02.09

Ninguém, não. Manifestei aqui que não concordava com a decisão do governo argentino. Por uma questão de liberdade de expressão, precisamente. Ninguém tem de ser expulso do país por ser um mentiroso imbecil.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:04

Bomba de Diamante

por Carla Hilário Quevedo, em 27.02.09

"Quão diferente seria a arte se cada artista tivesse ao lado um bracarense anónimo com as ideias claras e a alma sensível a qualquer indício de pornografia." O Senhor Comentador explica o episódio que ficou conhecido como o caso Courbet.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:13

Currbê

por Carla Hilário Quevedo, em 27.02.09

Thank you, Mr. Campilho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:49

Só mais um Courbet, está bem?

por Carla Hilário Quevedo, em 27.02.09

Gustave Courbet, Young Ladies on the Banks of the Seine, 1856–57, oil on canvas, 174 x 206 cm, Petit Palais, Musée des Beaux-Arts de la Ville de Paris

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:14

Pág. 1/8