Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Gostar de mulheres*

por Carla Hilário Quevedo, em 15.07.09

* copyright. Finalmente, uma mulher que me compreende...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:07

Dos Antigos

por Carla Hilário Quevedo, em 15.07.09

Li no De Medicina, de Cornélio Celso, que havia diferenças claras entre as pessoas do campo e as da cidade. As primeiras eram mais saudáveis, não tanto por viverem no campo, mas porque se mexiam mais. As segundas, citadinas, não eram tão saudáveis porque estavam mais paradas. Entre os mais debilitados de todos, a precisar de cuidados especiais, encontramos os "homens de letras". E seguem-se mais de três páginas com descrições de maleitas, dietas e mistelas para cada caso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:56

A vida é quase só uns belos mergulhos...

por Carla Hilário Quevedo, em 15.07.09

... mas parece que há umas coisas a acontecer no mundo:

 

- quanto à Gripe A, a solução é deixar o vírus à solta, assim pode ser que fiquemos todos mais ou menos infectados e mais ou menos imunes também;

- se tivesse dinheiro comprava a Aerosoles;

- há demasiados desastres de avião pelo mundo fora - e isto, mesmo para uma alma nada paranóica, é um bocado assustador;

- uma gente podre que defende a Sharia - à direita e à esquerda - já merecia umas chibatadas e uns apedrejamentos, para experimentar um bocado do multiculturalismo que tanto preza;

- gostei da entrevista de Pedro Santana Lopes, que fez bem em esclarecer que tinha uma nova equipa - francamente, melhor seria que não tivesse;

- entretanto, Manuela Ferreira Leite talvez não tenha lido este texto, mas conhece-o muito bem; aliás, Plutarco escreveu-o para os homens;

- ora, mais coisas... dias lindos, lindos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:43

Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 15.07.09

Jennifer Lopez

 

... a água é aquele problema de sempre: fria. Na verdade, não é bem fria. É uma arca congeladora a céu aberto, muito além do mero friozinho que afastaria qualquer pessoa normal do mar, por muito sossegado que estivesse. Percebo perfeitamente aquelas pessoas que gostam de "ir ver o mar". Pois claro. Mas prefiro uma relação empírica, que passa por pôr o pé dentro de água, perceber que estou a congelar, que me dói tudo, mas ainda assim aventurar-me e, splash, dar um espectacular mergulho, só para confirmar se estava assim tão gelada como parecia ao primeiro pé, ou se tudo não passava de uma ilusão. Parecendo que não, uma pessoa aquece muito ao sol, e depois há um contraste naturalmente enorme no contacto com a água. E nem é assim tão pouco frequente, depois de nos queixarmos a entrar, habituarmo-nos à temperatura da água e aliciarmos outros, ainda mais cépticos, com um "vais ver que está óptima". Quando não está nada óptima, por amor de Deus. A água está sempre um gelo. É condição, aliás, fundamental de um Verão maravilhoso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:17