Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 08.12.09

Marilyn Monroe não tem iPhone mas tem frio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:15

Um superblogue colectivo

por Carla Hilário Quevedo, em 08.12.09

Obrigada à Lucy Pepper pelo convite para escrever no fabuloso Unkempt Women!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:12

Hitler roubado

por Carla Hilário Quevedo, em 08.12.09

Li na última página do Times Literary Supplement da semana passada uma nota breve e deliciosa sobre a publicidade feita no século passado a um livro nos Estados Unidos da América. Na nota é descrita a reedição do Mein Kampf de Adolf Hitler, em 1939. Os editores explicaram na altura que se tratava de uma tradução suavizada da versão publicada em 1933, embora fiel ao original. Mas o pormenor mais importante, e que está impresso na capa, é a legenda que antecede o título: The Complete Unauthorized Mein Kampf. O anúncio na imprensa desta edição não autorizada tinha em destaque o aviso de que os editores não tencionavam pagar os direitos de autor. Ou seja, estavam propositadamente a lesar a propriedade intelectual do autor e a ir ao bolso de Hitler. Mas que maldade capitalista tão sofisticada! No pequeno texto do TLS não esclarecem qual seria o preço do livro. Por um lado, quanto mais caro, mais as finanças do autor eram afectadas. Por outro, quanto mais barato fosse, mais se divulgavam as suas ideias abjectas. No entanto, fica tudo perdoado por causa do génio publicitário que inventou a extraordinária máxima: No royalties to Adolf Hitler!.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 4-12-09

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:11

Problemas de pés

por Carla Hilário Quevedo, em 08.12.09

 

O Museu Colecção Berardo recebe dois quadros sobre o mesmo tema: Édipo e a Esfinge. Oedipe explique l’énigme du sphinx, de Jean-Auguste Dominique Ingres, data de 1808 mas o autor ampliou a obra em 1827, acrescentando-lhe do lado direito um companheiro de viagem aterrorizado e um pé solto do lado esquerdo, por baixo da esfinge. Ingres acrescentou assim dois elementos de terror num quadro em que Édipo se dirige a um monstro híbrido de mulher e leão e com asas de pássaro, que devorava quem não resolvia os enigmas que propunha. Até Édipo aparecer e responder que quem caminha com quatro patas de manhã, duas à tarde e três à noite é o homem, muitos viajantes encontraram a sua morte naquele local. Daí o terror do viajante que foge e o pé sinistro de algum desgraçado que tentara a sua sorte. Em 1983, Francis Bacon pintou Oedipus and the Sphinx after Ingres, em que a figura da esfinge está à direita e Édipo mais para a esquerda, e o pé esquerdo ensanguentado e com ligaduras ocupa o centro do quadro. É certo que Édipo respondeu bem à pergunta mas não foi por sobreviver à esfinge que escapou ao seu terrível destino. Até dia 10 de Janeiro.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 4-12-09

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:00

Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 08.12.09

Virna Lisi

 

... não era aqui que eu queria chegar. Compreendo a tentação de subir a fasquia, de ver uma questão filosófica onde só há uma grande falta de cabeça, mas o problema é mesmo o abismo sem fim à vista que separa Ricardo Rodrigues de Platão. Em suma: não dá. Mas o excerto do Ménon é óptimo. Era precisamente a isto que queria chegar. Ricardo Rodrigues e Vieira da Silva, cada um no seu género, provaram nos últimos dias ser nocivos para Sócrates, que, por sua vez, deve sonhar com os belos tempos de Santos Silva. A arte de defender o próximo não é para todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:38