Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Dos Antigos

por Carla Hilário Quevedo, em 31.10.10

Roger Hilton, Bird, 1973

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:01

They say it's your birthday

por Carla Hilário Quevedo, em 31.10.10

 

Ano sabático, my foot, caro Confrade Jansenista. Muitos parabéns!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:46

CQMAV (131) - Fora de brincadeiras

por Carla Hilário Quevedo, em 31.10.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:40

Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 31.10.10

Brigitte Bardot

 

... ora, três coisas. Primeiro, a vida na Casa dos Segredos atingiu um ponto crítico quando esta semana um grandalhão de chapelinho ameaçou duas raparigas que o nomearam. Talk about não aceitar a rejeição! Entre vários acontecimentos foleiros em geral, vi uma das concorrentes a consolar o pastor não sei porquê, e a dizer-lhe que tem um dom. Desde pequenina que sabe distinguir os bons dos maus. Ela sabe logo, mal olha para a cara de uma pessoa, se é boa ou má rês. Diz a rapariga ao pastor: «E tu, vens de uma aldeia cheia de princípios e não estás habituado a isto». O segredo do homem, entretanto, é ter tido uma casa de alterne. Segundo, estranho que ninguém fale sobre o caso Mário Lino. O homem foi ministro, que diabo. Estarão os comentadores políticos anestesiados pelo seu próprio cinismo? Desenvolvi uma espécie de intolerância a gente que comenta a actualidade política com um risinho de escárnio ou estúpido desdém. Quem se indigna com tudo ou não se indigna com nada nunca se indigna com as coisas certas. Terceiro, parou de chover. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:01

Vida real*

por Carla Hilário Quevedo, em 30.10.10
Varandas lê bula de medicamento com atenção.
 
* Nova série.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:55

Coisas que melhoram algumas vidas (129)

por Carla Hilário Quevedo, em 30.10.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:46

Bomba de Ouro

por Carla Hilário Quevedo, em 30.10.10

Wishlist 2010, no Horizonte Artificial.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:15

Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 30.10.10

Brigitte Bardot

 

... a tendência para se formar um pequeno lago à frente de casa, mal desabam as primeiras chuvadas, tomou ontem proporções apesar de tudo surpreendentes. Quem se aventurou na piscina espontânea afirmou que «era água até ao joelho». Foi de tal maneira que veio um piquete desentupir (creio) uns canos quaisquer. Não fiz uma reportagem fotográfica sobre o tema, era só o que me faltava. Captar bem a vida real é com a Fátima Rolo Duarte e o maradona. E a propósito de Godard, aqui fica a Anna Karina chorosa, na presença de quem a abandonou. Mau Jean-Luc! Feio!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:03

Silver-white winters that melt into springs

por Carla Hilário Quevedo, em 29.10.10

These are a few of my favorite things

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:54

Rádio Blogue: Crise e presidenciais

por Carla Hilário Quevedo, em 29.10.10

O anúncio da recandidatura de Cavaco Silva à Presidência da República aconteceu a 26 de Outubro, pelas oito da noite, no Centro Cultural de Belém, tal como Marcelo Rebelo de Sousa noticiara no Jornal Nacional. Embora a candidatura de Cavaco Silva não tenha apanhado ninguém de surpresa, o discurso que apresentou esteve longe do que seria esperado, até por o actual Presidente ter falado durante mais tempo do que é habitual. Cavaco Silva tem dois pontos a seu favor, que o destacam em larga medida dos seus oponentes: um é precisamente a gestão hábil do silêncio ao longo dos anos, e o outro – o mais importante e que faz dele o vencedor provável destas eleições – a empatia que tem com as pessoas. Por isso, perguntas retóricas sobre o valor da sua intervenção discreta em momentos de dificuldade da governação ou promessas incaracterísticas de uma «magistratura activa» que a própria natureza do cargo não permite serem cumpridas, não favoreceram aquele que podia ter sido um começo de campanha irrepreensível. Mas não percamos de vista o aspecto positivo do seu discurso. Cavaco Silva anunciou que fará uma campanha contida nas despesas e que, por isso, não irá recorrer a outdoors. Para compensar a ausência de cartazes nas ruas, o candidato aposta no site oficial e nas redes sociais, como o Facebook, o Twitter e o YouTube, entre outras. A utilização das redes sociais noutras eleições não é novidade, mas o anúncio de que a despesa total da campanha não ultrapassará metade do valor permitido por lei é bom. Segundo noticia o Correio da Manhã, «enquanto Cavaco Silva prevê gastar cerca de 2,1 milhões de euros, Manuel Alegre, o candidato apoiado pelo PS e BE, estima despesas de perto de 1,6 milhões de euros». A reacção do único que até agora colocou outdoors, não se fez esperar. Alegre acusou Cavaco de ser «populista e demagógico» e lembrou que nas últimas eleições poupado foi ele que gastou 849 mil euros. É preciso perguntar a Manuel Alegre o que o leva a gastar o dobro desta vez. A difícil situação financeira do país vai ajudar a moralizar as campanhas políticas? A poupança e a honestidade podem ser consequências inesperadas da crise?

 

Publicado hoje no Metro. Deixe a sua opinião através do 21 351 05 90 no Jazza-me Muito. Os comentários que chegarem até quinta-feira, dia 4 de Novembro, às 15h, vão para o ar, na Rádio Europa, na sexta, dia 5, às 10h35.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:47

Pág. 1/6