Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Dos Modernos

por Carla Hilário Quevedo, em 10.10.10

Marc Chagall, Le Poète allongé, 1915

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:41

Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 10.10.10

Hanna Schygulla

 

... ficou acordado no almoço de sexta, com três votos a favor e uma abstenção, que deve ser criada uma lei que criminalize os governantes que usam abusivamente dinheiros públicos. Enquanto ninguém for responsabilizado judicialmente por estes crimes, podemos levar o resto da vida a queixarmo-nos de que "é indecente!", que nada vai mudar. Posto isto, a Hanna Schygulla, musa de Fassbinder, a quem nunca liguei nenhuma (ao Fassbinder, não à Schygulla), é vizinha em Paris de um amigo nosso. Diz ele que continua fabulosa, e eu acredito. Já vi fotografias da pessoa em que se tornou (com sorte, lá chegaremos), e verifico que não se deixou invadir pelos botoxes infernais. Isto vem a propósito de Berlin Alexanderplatz. Já não estávamos habituados a ver uma série com um ritmo teatral. Apesar da qualidade de The Wire e do recente John Adams (grande série), Berlin Alexanderplatz, além de um filme longo, dividido em partes, é outra coisa. Mas os espectadores são modernos, e assim, perante Franz Biberkopf, a pergunta que fazemos é: como é que um badocha nazi e violento tem tanto sucesso com as mulheres?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:10