Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Rádio Blogue: Censos 2011

por Carla Hilário Quevedo, em 01.04.11

No primeiro dia de entrega dos formulários dos Censos 2011, as queixas principais sobre o questionário do recenseamento nacional eram duas. O presidente da Associação Portuguesa de Deficientes, Humberto Santos, afirmou que «as perguntas no Censos 2011 não vão permitir fazer a diferença entre as pessoas com deficiência e as pessoas que perderam capacidades devido à idade, seja visão, audição, mobilidade ou outra». Basta estar atento ao ponto 10 do questionário individual, que se limita a indagar sobre o grau de dificuldade das pessoas na realização de algumas tarefas devido a problemas de saúde ou envelhecimento. A ausência de uma simples questão comprova que a deficiência não faz parte das inquietações dos recenseadores. Outra falha no inquérito diz respeito ao modo como se exerce a profissão. A pergunta 32 do questionário individual pede para ter atenção ao seguinte: «Se trabalha a ‘recibos verdes’, mas tem um local de trabalho fixo dentro de uma empresa, subordinação hierárquica efectiva e um horário de trabalho definido, deve assinalar a opção ‘Trabalhador por conta de outrem’». Por causa desta indicação, que não permite conhecer a realidade dos falsos recibos verdes, três movimentos de trabalhadores precários e os promotores do protesto da Geração à Rasca entregaram no tribunal uma acção judicial a exigir a alteração da pergunta. O Instituto Nacional de Estatística defende, no entanto, que os inquéritos dos censos obedecem a recomendações internacionais, que permitem a comparação nos dados do emprego. Os Censos 2011 falham o objectivo de recolher mais informações sobre a população? As perguntas dos questionários são correctas?

 

Publicado hoje, no Metro. Deixe a sua opinião através do 21 351 05 90 ou no Jazza-me Muito. Os comentários que chegarem até quinta-feira, dia 7 de Abril, às 15h, vão para o ar, na Rádio Europa, na sexta, dia 8, às 10h30.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:11

Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 01.04.11
 Catherine Deneuve

 

... os meus amigos da vida real que não têm televisão em casa não fazem ideia do que falo quando conto que há dias, num Prós e Contras, estava o Reitor, com quem sonhei horas mais tarde. Só os meus amigos twitteiros sabem a que dia e noite me refiro. «Peço desculpa», mas simplesmente apareceu, com todo o respeito. O curioso é ter aparecido num sonho pouco tempo depois de ter sido visto. Não demorou a ir à subcave do inconsciente, nem foi tema para o superego. Ficou e logo apareceu, o que é do mais saudável que há. O problema da saúde é dar cabo da imaginação.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:49