Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.04.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:20

Bill sobre "Eu hoje acordei assim"

por Carla Hilário Quevedo, em 28.04.12

"As you know, l'm quite keen on comic books. Especially the ones about superheroes. I find the whole mythology surrounding superheroes fascinating. Take my favorite superhero, Superman. Not a great comic book. Not particularly well-drawn. But the mythology... The mythology is not only great, it's unique. (...) Now, a staple of the superhero mythology is, there's the superhero and there's the alter ego. Batman is actually Bruce Wayne, Spider-Man is actually Peter Parker. When that character wakes up in the morning, he's Peter Parker. He has to put on a costume to become Spider-Man. And it is in that characteristic Superman stands alone. Superman didn't become Superman. Superman was born Superman. When Superman wakes up in the morning, he's Superman. His alter ego is Clark Kent. His outfit with the big red "S", that's the blanket he was wrapped in as a baby when the Kents found him. Those are his clothes. What Kent wears - the glasses, the business suit - that's the costume. That's the costume Superman wears to blend in with us. Clark Kent is how Superman views us. And what are the characteristics of Clark Kent. He's weak... he's unsure of himself... he's a coward. Clark Kent is Superman's critique on the whole human race." Um monólogo muito bom para ver e ouvir (reparo que David Carradine era um bocadinho sopinha de massa).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:51

'She's got a Hanzo sword?'

por Carla Hilário Quevedo, em 28.04.12

Atenção à segunda obra-prima, hoje, às 22h25, no canal Hollywood.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:23

Blockbomba

por Carla Hilário Quevedo, em 28.04.12

(500) Days of Summer (bem escrito e romântico; adoro a Zooey Deschanel).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:20

Coisas que melhoram algumas vidas (133)

por Carla Hilário Quevedo, em 28.04.12

Adenda às 17h06: à procura de uma possível tradução da biografia de Eric Metaxas, sobre Dieter Bonhoeffer, descobri a tradução portuguesa do romance de Laurent Binet, Prémio Goncourt do ano passado: é da Sextante. Quanto ao Calígula, já tinha ficado curiosa para ler esta nova biografia por causa deste artigo no TLS, e agora ainda mais pelo que conta Mary Beard no LRB.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:48

Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.04.12

 Brigitte Bardot

 

... podia começar por contar os eventos da minha passada semana a partir do abate de uma árvore que me acompanhou nos meus últimos doze anos de vida, porque muito do que aconteceu a partir daí, a começar nesse mesmo dia, foi desastroso nuns casos e definitivo noutros. Se eu acreditasse em coisas como 'está tudo ligado', presságios, avisos da Natureza, sinais, ou no destino, estava tramada. O que me descansa é o meu cepticismo. Os eventos, todos os que se passaram esta semana, não estão relacionados. Estão desligados, não têm qualquer sentido. Não preciso de lhes atribuir um significado, porque sei que não têm. E isto dá-me paz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:19

Dor de Cabeça: 25-4-2012

por Carla Hilário Quevedo, em 27.04.12

As comemorações do 25 de Abril na Assembleia da República foram inauguradas com Paulo de Carvalho a cantar a capella o tema “E depois do adeus” diante de um silencioso hemiciclo. Estava dado o mote para um dia diferente, embora, ao que parece, meteorologicamente similar àquele vivido há 38 anos. Assunção Esteves mencionou Homero, um nome que não ouvimos todos os dias. Afirmou, então, a Presidente da Assembleia da República que a União Europeia, quando lida com os diferentes Estados-membros, deveria ter um comportamento parecido ao do poeta grego, que, na Ilíada, tratou gregos e troianos por igual. É uma analogia, sem dúvida, original. Cavaco Silva, por seu lado, fez um discurso elogioso do País, exortando ao patriotismo dormente dos portugueses. No meio do discurso pouco comum de apelo entusiasta à promoção do melhor que se faz no País, Cavaco Silva surpreendeu ao fazer uma referência à rede social Twitter. “A língua portuguesa é uma comunidade de futuro. Basta referir que, na rede Twitter, o português é a terceira língua mais utilizada”, despachou o Presidente. Cavaco Silva também tem direito ao seu Homero. Estava, portanto, tudo a correr bem, até os partidos começarem a falar. Cecília Honório, do Bloco de Esquerda, acusou o Governo de ter “um sentimento sanguinário de vingança contra o Estado Social”. Como levar a sério um partido que utiliza este tipo de linguagem violenta? O PCP acusou PS, PSD e CDS-PP de terem transformado Portugal “numa enorme junta de freguesia”. Sabemos que o problema não é novo. Por fim, Carlos Zorrinho, do PS, prometeu fazer “uma ruptura democrática com quem baixar os braços”. Ora, estas declarações soam a ameaça. Isto significa exactamente o quê?

 

Publicado hoje no Metro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:39

Um amor diferente

por Carla Hilário Quevedo, em 24.04.12

Patrick Stübing e Susan Karolewski nasceram na mesma família, mas viveram separados durante quase vinte anos em Leipzig. Em criança, Patrick foi vítima de maus tratos pelo pai. Acabou por ser retirado à família e aos sete anos foi adoptado. Susan ficou com a mãe. Em 2000, Patrick contactou a família de sangue. Tinha 23 anos e Susan, 16. A mãe de ambos morreria pouco depois de ataque cardíaco. Entre estas duas pessoas sozinhas no mundo, maltratadas e abandonadas, aconteceu o que a sociedade considera aberrante: o amor físico entre irmãos e quatro filhos de ambos. Dois sofrem de doenças mentais e um terceiro de doença cardíaca. Três foram retirados ao casal que perdeu uma acção no Tribunal Europeu para recuperar a sua guarda. Não houve quem não ficasse escandalizado com o caso. Mas a realidade da solidão destas pessoas sobrepõe-se à indignação fútil de quem está confortavelmente de fora. Patrick e Susan não se conheciam, não cresceram juntos. Um dia encontraram-se. É só isto.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 20-4-12

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:10

En el quinientos seis

por Carla Hilário Quevedo, em 24.04.12

y en el dos mil, también.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:22

Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 24.04.12

Françoise Hardy

 

... saudades do circo romano, ou talvez melhor, da punição aplicada na Roma Antiga a ladrões, corruptos e escória do género. Eram metidos dentro de um saco de sarapilheira na companhia de uma serpente, um galo e um macaco. Depois atava-se bem e atirava-se da rocha Tarpeia. A minha compaixão atingiu os níveis mais baixos de sempre. Deve ser porque entretanto vi um porco a voar. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:04

Pág. 1/4