Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.08.12

Marilyn Monroe por George Barris, 1962

 

... o canal MOV tem estado a fazer o favor de dar a quarta temporada de Breaking Bad (serviço público). Espero do fundo do meu coração que passe imediatamente para a quinta, que estreou há pouco tempo nos Estados Unidos. Fora isso, já quase não vejo televisão, a não ser alguns programas que gravo da RTP 2, sobretudo documentários (serviço público). Ah, e também vejo a SIC Notícias (serviço público). De resto, abandonei a Ayn Rand numa rua muito escura sozinha, com o salto do sapato partido, para ela se desenrascar com todo o seu individualismo radical. Gosto da Rand, é corajosa, mas também demasiado seca para mim, que preciso de água. No entanto, percebi que uma pessoa pode perfeitamente tornar-se uma ultra-liberal nos tempos que correm. É muita gente a pedir sacrifícios aos outros. Muita gente a querer mandar no próximo. Isto não vai acabar bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:33

Louçã no Facebook

por Carla Hilário Quevedo, em 28.08.12

Francisco Louçã comunicou ao país a sua saída do Bloco de Esquerda. Saiu a meio de Agosto, mas a comoção que provocou nas televisões foi a mesma do que se o tivesse anunciado em Outubro. Curioso foi o meio que usou para dizer que se ia embora: o Facebook. Ora, quem lê o Facebook de Louçã (Cavaco, Passos, etc.)? Como há tempos bem observou Pacheco Pereira, os jornalistas. Claro que não só. Os especialistas nestas coisas insistem em dizer que os políticos estão no Facebook porque querem chegar às pessoas, sobretudo aos jovens. A explicação não tem nenhum sentido, uma vez que os utilizadores das redes sociais não são da mesma geração, mas sim de uma certa classe social. Louçã só chegou às pessoas (até a mim, credo) porque a televisão deu a notícia. E tenho Facebook (mas não tenho prazer). As pessoas a quem Louçã 'chegou' com o seu post não são aquelas por quem se diz bater. Essas ou não são jovens ou não têm acesso à internet.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 24-8-12

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:29

Um óptimo momento para ler Ayn Rand

por Carla Hilário Quevedo, em 25.08.12

"Watch money. Money is the barometer of a society’s virtue. When you see that trading is done, not by consent, but by compulsion — when you see that in order to produce, you need to obtain permission from men who produce nothing — when you see that money is flowing to those who deal, not in goods, but in favors — when you see that men get richer by graft and by pull than by work, and your laws don’t protect you against them, but protect them against you — when you see corruption being rewarded and honesty becoming a self-sacrifice — you may know that your society is doomed. Money is so noble a medium that is does not compete with guns and it does not make terms with brutality. It will not permit a country to survive as half-property, half-loot." Daqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:49

Eu hoje acordei assim....

por Carla Hilário Quevedo, em 25.08.12

Marilyn Monroe por George Barris, 1962

 

... com que então há alforrecas e tubarões nas nossas praias? E eu que pensava que estavam todas na internet.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:25

No, that door was her home...

por Carla Hilário Quevedo, em 24.08.12

... and she loved it. To me that's about making that feeling last.

 

Jane Margolis, Breaking Bad, T3 EP11

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:01

Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 24.08.12

Krysten Ritter

 

... ontem, estava naquela fase em que vejo mais do que ouço, quando de repente António Capucho afirmou que as fundações são 'peanuts' ao pé do que é preciso para cumprir o défice. A questão é só esta: para sufocar mais o contribuinte e as empresas com impostos não é preciso ter equivalências nem curso. A questão complicada continua por resolver: renegociação radical das PPP, extinção de fundações (o relatório só avaliou metade - metade! - das fundações existentes em Portugal), extinção, fusão, etc. de observatórios e institutos públicos. Na qualidade de contribuinte-quem-paga-manda, proponho ainda cortes de 50 por cento nos salários dos gestores públicos e empresas municipais. E, por favor, vendam o António Borges, antes que se transforme ele próprio em mais uma PPP ruinosa para todos nós.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:09

Bomba de Ouro

por Carla Hilário Quevedo, em 23.08.12

Entretanto, em Milão, no Vida Breve.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:46

Não faça isto em casa

por Carla Hilário Quevedo, em 22.08.12

Una vecina octogenaria intervino 'sin pedir permiso a nadie' la obra de un pintor del XIX que adornaba una iglesia en Borja.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:17

Em nome do pai?

por Carla Hilário Quevedo, em 22.08.12

O Washington Post publicou um depoimento de T.J. Leyden, intitulado: "O que eu podia ter dito a Wade Michael Page". Page é a criatura que assassinou seis sikhs à porta de um templo, no Wisconsin. Leyden, além de ex-bully, ex-punk e ex-membro de um grupo skinhead é, desde 2001, o fundador da StrHATE Talk, uma organização que combate a violência e o racismo através da educação. Diríamos que é um caso exemplar de redenção. A primeira vez que se envolveu numa luta foi com um primo. Tinha dez anos. Partiu-lhe três dedos e deslocou-lhe o ombro. A tia ficou furiosa com ele, mas o pai foi carinhoso, abraçou-o e disse-lhe que estava muito orgulhoso. Leyden conta a história de infância como um marco; foi o início da sua vida como pessoa violenta, que defenderia ideologias estúpidas para se justificar. Acredito que acredite nisso. Mas não me convence que a maldade de um pai tenha levado a trinta anos de violência e ódio.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 17-8-12

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:12

Fé e responsabilidade individual

por Carla Hilário Quevedo, em 22.08.12

Ayn Rand em defesa do ateísmo. Nada como o Povo Escolhido para renegar o Pai.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:23

Pág. 1/3