Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Uma questão de dentes

por Carla Hilário Quevedo, em 06.02.13

O Dr. King Schultz (Christoph Waltz) é um caçador de prémios que se apresenta como dentista e que anda numa gerigonça puxada por um cavalo com um dente grande a balouçar numa mola. Calvin Candie (Leonardo DiCaprio) é o vilão de Candyland, onde está Broomhilda, a mulher de Django. Candie tem maus dentes. O rigor de Tarantino tem de ser encontrado por cada um e aparece no próprio filme e não em pormenores históricos, como as lutas Madingo nunca terem existido, a dinamite só ter sido inventada depois da Guerra Civil e as portas de saloon só terem aparecido depois da guerra, como refere Scott Reynolds Nelson, no The Chronicle Review. Tarantino parece mais interessado em mostrar que a exploração das pessoas por outras tem de certeza consequências. Numa das melhores cenas, os membros de um Ku Klux Klan querem perseguir Schultz e Django, mas os panos brancos que usam para cobrir a cabeça têm buracos pequenos para os olhos. É bom rir da estupidez dos maus.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 1-2-13

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:43

Os conflitos eternos

por Carla Hilário Quevedo, em 06.02.13

O século XIX norte-americano parece estar na moda. É indiscutível que se trata de uma época histórica interessante. Grandes filmes como Django Libertado ou Lincoln, quer sejam ficção ou não tanto, têm em comum aspectos da história americana que despertam a curiosidade. Gostava de acrescentar uma série de televisão pouco promovida, onde se recria a Nova Iorque que conhecemos tal como existiria durante a Guerra de Secessão. A série chama-se Copper, é realizada pela BBC América e produzida por Barry Levinson e Tom Fontana, entre outros. Os protagonistas são um detective atormentado de origem irlandesa e os seus dois companheiros de armas: um médico afro-americano com competências especiais para uma incipiente medicina forense e um aristocrata nova-iorquino. A acção passa-se no sul de Manhattan, onde o crime de rua se mistura com os problemas raciais e a política, tendo a guerra como pano de fundo. É no canal Fox e recomendo vivamente.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 1-2-13

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:36

Post scriptum

por Carla Hilário Quevedo, em 06.02.13

Howard Keel, que teve uma bela vida, canta temas de Oklahoma! no Bruce Forsyth Show.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:33