Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Femen, precisam-se

por Carla Hilário Quevedo, em 25.06.13

O Governo da Venezuela quer tornar a amamentação obrigatória. A proposta que começou a ser discutida esta semana prevê a proibição da publicidade aos tipos de leite alternativo. Já se fala, imagino que por maldade, numa campanha contra o biberão. Ninguém discute os benefícios do leite materno, desde que dado por mães em boas condições de saúde e, de preferência, bem alimentadas, mas amamentar os filhos ser obrigatório por lei é de loucos. Ainda estão por provar as boas intenções do Governo por trás desta lei prepotente. A Venezuela, apesar do petróleo, ou quem sabe se por causa dele, vive uma crise enorme de produtos alimentares. O Gaspar lá do sítio deve ter tido esta ideia hipócrita de defesa da saúde dos recém-nascidos para aliviar as importações. Não há dúvidas de que o pior inimigo da liberdade nos dias que correm é a crise económica. Venezuelanas, mulheres, irmãs, digam não à nacionalização das mamas.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 21-6-13

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:38