Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Coisas importantes

por Carla Hilário Quevedo, em 27.08.13

O actor Benedict Cumberbatch, que conhecemos da série Sherlock, e que uma minoria conhecerá da excelente adaptação televisiva do clássico de Ford Madox Ford, Parade’s End, estava em Gales quando os paparazzi começaram a fotografá-lo. Cumberbatch vestiu um casaco com capuz, pôs uns óculos escuros e mostrou um papel com a seguinte frase: “Vão fotografar o Egipto e mostrem ao mundo coisas importantes”. Vi a fotografia no BuzzFeed e gostei. Gosto do actor e da mensagem, mas há que observar a sua ingenuidade. As coisas importantes, como as que se passam no Egipto, não interessam ao público em geral. Mas será este um problema assim tão grande? Como seria um mundo sem coscuvilheiros e oportunistas? Talvez melhor, mas não tenho a certeza se seria um mundo de seres humanos. Cumberbatch fez o que achou por bem fazer e fico feliz por ter escolhido um modo divertido de pedir que o deixassem em paz. Pior seria se tivesse iniciado uma petição.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 23-8-13

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:19

Literalmente

por Carla Hilário Quevedo, em 27.08.13

Segundo uma notícia do Telegraph, o dicionário Oxford da língua inglesa terá aceite em Setembro de 2011 um significado aparentemente errado para o advérbio 'literally', que quer dizer'‘à letra'. O outro sentido para a palavra, usado muito no discurso coloquial, mas usado mal, segundo indica a minha edição do dicionário com data de 1998, é o de ‘verdadeiramente’. Esta maneira de dar ênfase na frase foi muitas vezes ridicularizada pelo grupo dos pedantes do costume, em que naturalmente me incluo. 'A sério que ficou literalmente a apanhar bonés?', perguntava com aquele ar de desdém insuportável. Pois a resposta correcta pode ser: 'Sim, literalmente', no sentido de ter ficado realmente sem saber o que fazer. Não é que tenha ficado à letra a apanhar bonés. O que aconteceu foi ter ficado mesmo, a sério, de verdade, sem saber o que fazer. O sentido está incluído no nosso dicionário da Academia. Afinal, o Oxford chegou literalmente atrasado.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 23-8-13

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:16

Coitadinha da Miley Cyrus

por Carla Hilário Quevedo, em 27.08.13


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:05