Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O Twitter é o que fazemos dele

por Carla Hilário Quevedo, em 15.10.13

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:39

Rápido no gatilho

por Carla Hilário Quevedo, em 15.10.13

A entrada iminente do Twitter na Bolsa está a provocar uma enorme ansiedade entre os bolsistas, especuladores ou mesmo entre os pequenos investidores. Foi no mínimo hilariante o que aconteceu com uma empresa de electrónica falida, que viu o valor das suas acções em dólares subir de 0,01 para 0,15 centavos: um aumento de 1200%. Tudo porque o nome da dita empresa é Tweeter. Muitos compradores impulsivos e pouco hábeis na ortografia confundiram-na com a promissora Twitter e desataram a comprar acções. É certo que o contributo para o engano homofónico e ortográfico era reforçado pelos respectivos nomes de guerra: TWTR para a empresa poderosa dos 140 caracteres e TWTRQ para a empresa falida. A baralhada durou apenas umas horas, mas em menos tempo já se fizeram grandes fortunas e já sucederam maiores catástrofes. É o que acontece quando se quer ser o comprador mais rápido do Oeste. Ou, neste caso, como é mais provável, do Leste.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 11-10-13

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:29