Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 14.10.14

Masters & Johnson

Virginia Johnson aka Lizzy Caplan, bem acompanhada

 

... Filipe, estive a dar uma vista de olhos sobre o que escrevi sobre Breaking Bad e penso que não analisei a série 'sob esse prisma'. Só aqui resumo os seus temas principais: moral, família e realização pessoal no trabalho. Mas tens toda a razão quando apontas o casamento, ou a relação conjugal ou até a 'ruptura amorosa', como um dos temas principais. Penso no entanto que o casamento é uma boa desculpa para Walter se comportar assim. Ele faz o que faz porque 'tem de sustentar a família'. A doença também é motivo. A fragilidade dos filhos, um com deficiência, o outro recém-nascido; a mulher, sobretudo como recordação de uma promessa feita e não cumprida são apresentados como motívos para a conduta de Walter. Muitos hão-de vê-lo como alguém que percebeu a solução para o seu problema. Outros entendem que Walter se tornou no que sempre foi. Skyler tem um movimento contrário. É profundamente conservadora - como são tipicamente apresentadas as mulheres - e escolhe os filhos num momento em que já não pode fazer mais nada. Para chegar àquele ponto, Skyler tem de fazer um longo caminho. Até ao ponto em que há uma ameaça à vida dos filhos. A personagem foi odiada pelo público misógino do costume, talvez por estarmos perante uma figura feminina que vai ao encontro do que pensamos ser 'uma mulher'. Mas agora estou um bocado longe de Breaking Bad, que tentei rever e abandonei por me parecer ainda cedo para repetir. Ando entusiasmada com Masters of Sex, que recomendo com fervor. Não há crime; só sexo. O que se leva desta vida afinal?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:56