Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Blockbomba

por Carla Hilário Quevedo, em 14.02.15

Zwei Leben (muito bom). The Good Lie (um filme extraordinário).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:47

São Valentim

por Carla Hilário Quevedo, em 14.02.15

All I can manage to push from my lips
Is a stream of absurdities
Ev'ry word I intended to speak
Winds up locked in the circuitry

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:04

Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 14.02.15

Annex - Bacall, Lauren_29.jpg

Lauren Bacall

 

... acabou o Borgen com a Birgitte Nyborg quase de volta ao cargo que ocupava na primeira temporada, mas mais bem acompanhada. Houve várias coisas de que gostei muito na série. Uma delas foi o episódio excelente sobre a legalização da prostituição. Pela primeira vez, a bota-de-elástico que sou nesta questão foi confrontada (alerta: estou a falar na terceira pessoa!) com uma série de dúvidas que não tinha. O moralismo é coisa de gente ou muito jovem, como as FEMEN, que se manifestam com um frio destes à porta do tribunal onde Strauss-Kahn está a ser julgado, ou de meia-idade, desesperada por parecer jovem. Por outro lado, não sei se acredito em "mudanças de ideias". Parece-me que estamos a falar de um momento em que não nos conhecíamos ou mentíamos a nós mesmo e que deixou de existir ou de ter lugar a partir do instante em que dizemos a verdade (a nós próprios, aos outros). Não sei até que ponto podemos falar de "mudança". Talvez seja "só" uma questão de "conquista". Gostei imenso desse episódio e estive sempre do lado da Birgitte e da Katrine, claro, naquela mistura de repugnância e aceitação. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:28