Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Joffrey em Viana

por Carla Hilário Quevedo, em 02.09.15

Vimos há dias que ‘uma tourada com anões’ em Viana do Castelo tinha sido cancelada. O insólito foi dado a conhecer por não se realizar, o que significa que ninguém prestou atenção à notícia de que tal evento tinha sido organizado. A juntar ao pasmo temos os responsáveis pelo cancelamento do ‘espectáculo cómico’, nada mais nada menos do que um movimento pró-tourada de Viana do Castelo e por razões de secretaria. Segundo o porta-voz do movimento ‘Vianenses pela Liberdade’, o Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga não dera autorização para a utilização do recinto. Resumindo várias confusões jurídico-administrativas, não havia condições. É verdade que há hoje uma preocupação obsessiva com o politicamente correcto, mas parece haver uma ganância, se me permitem, no movimento ‘Vianenses pela Liberdade’. A proposta de organizar uma tourada com anões parece saída da cabeça de Joffrey Baratheon, em A Guerra dos Tronos. E sabemos como esse episódio acaba

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 28-8-15

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:06

Khaled Al-Assad

por Carla Hilário Quevedo, em 02.09.15

O ISIS já assassinou milhares de pessoas, por isso falar em particular de uma vítima pode parecer injusto ou uma falta de respeito. É, no entanto, impossível não homenagear Khaled Al-Assad, de 82 anos. Arqueólogo, responsável pelos museus na Síria durante mais de 30 anos, era considerado o ‘pai de Palmira’ pela sua dedicação, pelo estudo e activismo na preservação da cidade antiga. Foi torturado durante um mês para que revelasse o paradeiro de peças antigas que foram escondidas na Primavera por causa da ameaça do ISIS. Foi feito prisioneiro juntamente com a mulher e um filho (dos quais não se conhece o paradeiro), mas as restantes seis filhas ficaram felizmente a salvo noutros locais. Al-Assad não cedeu e os selvagens decapitaram-no, penduraram o seu corpo à entrada da sua amada Palmira e deixaram a cabeça aos seus pés. Já não suporto os artigos que explicam a lógica do terror desta gente. O ISIS é um inimigo inexplicável da humanidade. 

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 28-8-15

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:04