Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 18.06.05
Porque é que adoro Desperate Housewives (3)

De um e-mail do leitor Ricardo sobre os dois últimos episódios:

"1) Espero que o Desperate Housewives não descambe como o Twin Peaks. A personagem do filho da falecida está a ficar irritantemente misteriosa. Se aparecer algum anão esquisito deixo de ver.

2) A Bree deu, finalmente, um ar da sua graça. Ao contrário do marido, que irrita mais a cada episódio que passa. E aquele burrito enojava qualquer um.

3) Não simpatizo com o puto jardineiro. Tem ar de sonso. Deviam substitui-lo por outro actor. A Eva Longoria está muito bem assim. Pode e deve ficar até ao fim da série. Tal como a Teri Hatcher.

4) Achei perigosa aquela associação entre "enchermo-nos de comprimidos para ficarmos de bem com a vida", por parte da Lynette. Devo ser eu que estou a ver mal.

5) A sogra viciada no jogo está fantástica. É o que têm de bom estas séries americanas. Até o actor mais secundário é óptimo."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:01