Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.09.07
Podia agora contar uma história: sobre um livro que mudou a minha vida, não apenas a minha maneira de pensar sobre a literatura como o meu quotidiano. Este livro, que me foi oferecido em 1994 e me acompanhou até 2004, trouxe-me alegrias, desânimo, ansiedade, e, por fim, um certo orgulho. Não o escrevi, nada disso, mas dediquei-me a compreendê-lo, lendo outros livros que com ele de alguma forma se relacionavam, ainda que muitas vezes nem sequer muito obviamente. É certo que o li numa altura crucial, num estado de paixão, e isso teve o seu peso. Mas dizia, então, que podia agora contar uma história sobre o livro que mudou a minha vida. Já contei. O que não poderia fazer seria contar o que não mudou na minha vida durante esse mesmo tempo, por exemplo. Não tenho como verificar essa não mudança. Talvez porque não existe tal coisa como não mudar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:39