Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A não perder

por Carla Hilário Quevedo, em 17.03.08

 

Anton Chigurh não tem sentido de humor. Quem o diz é Carson Wells, uma personagem obscura interpretada por Woody Harrelson no último filme dos irmãos Coen, Este país não é para velhos, baseado na obra homónima de Cormac McCarthy, vencedor (entre outros) do Óscar de Melhor Filme. Não tendo lido o livro, diria que a função de Carson Wells nesta história horripilante não é a de tentar recuperar uma mala com dois milhões de dólares mas de descrever o assassino. A sua observação é jocosa e verdadeira: mesmo com aquele penteado que não lembra ao diabo, Anton Chigurh é incapaz de rir. Esta deficiência associada a uma misantropia galopante e acompanhada de uma arma sinistra que o torna invencível resulta numa personagem única mas ainda assim bastante humana. Anton Chigurh é um monstro mas não é um ser de outro planeta. A ideia não é reconfortante, bem sei, mas se é de conforto que precisamos, então temos de ver outro filme. Neste só há frieza, indiferença, o mal puro e duro, uma ideia terrível de destino e paisagens de uma América árida e a perder de vista, tão vasta como o rasto de crimes deixados pelo monstro. E depois temos Tommy Lee Jones. O que mais se pode querer?

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 15-03-08.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:04