Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Bomba-correio

por Carla Hilário Quevedo, em 03.05.08

 

O Ricardo Oliveira fez o favor de me enviar aquela que ele considera a melhor franja da história do cinema - a da nossa Beatriz Costa - relegando para segundo lugar a de Louise Brooks.  Agradeço, muito obrigada. Por mera observação das duas fotografias, tendo a dar-lhe razão. Esta franja é belíssima, grande e compacta, e começa quase a partir do meio da cabeça. Quase todo o corte de cabelo é franja, depende dela, portanto. Já a de Brooks é menos funda, ou menos arrojada, se quiserem. E depois as sobrancelhas de Beatriz Costa, apesar de demasiado finas (desculpem a picuinhice mas há pormenores que fazem toda a diferença), acompanham os olhos, e talvez seja essa harmonia que torna esta cara mais doce. O leve sorriso também ajuda, é certo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:31