Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Nutricionistas, uni-vos!

por Carla Hilário Quevedo, em 11.11.08

Não sendo uma fundamentalista no que diz respeito a questões gastronómicas, gosto de pelo menos ter uma vaga ideia do que faz e não faz bem à saúde. Descubro agora que esta é uma tarefa impossível. À excepção de garantias como «a sopa é saudável» e «os fritos fazem mal», o resto está constantemente a mudar. Agora apareceu uma tabela criada pela Nuval (Nutrtion Scoring System com uma nova forma de classificar os alimentos. Os algoritmos foram calculados a partir dos estudos desenvolvidos pelo Dr. David Katz: cem pontos para os mais equilibrados em proteínas e vitaminas e um ponto para o alimento com o teor mais elevado de gordura, sal e açúcar. Bem vista a lista, encontramos alguns alimentos que continuam a estar à altura da sua fama. Os brócolos com cem pontos e os cachorros-quentes com cinco. Está bem. Mas de repente vemos a malfada batata com 93 pontos e uma nutritiva (julgávamos nós!) perna de borrego no forno com apenas 28 pontos. A acrescentar a esta informação que desorienta qualquer um, outros especialistas declaram que a comida biológica não tem assim tantos benefícios e não compensa. Que saudades da minha avó, que nunca mudava de opinião nestes assuntos!

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 8-11-08. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:20