Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vida real (21)

por Carla Hilário Quevedo, em 06.04.11

Num dia de greve e caos rodoviário, que me levou a esperar duas horas na rua por uma pessoa, vi uma rapariga a sair de uma casa numa motocicleta e a expulsar da entrada, em altos berros, um velhote e uma cinquentona. «Vão fazer coisas esquisitas para o jardim de outra casa!», berrava a rapariga, enquanto o velho corria rua abaixo e a cinquentona fugia rua acima. Não vi nada porque estava com o nariz enfiado no primeiro volume do Fernandes Jorge. A literatura salva. Ouvi falar ucraniano, brasileiro. O carteiro e os rapazes que distribuíam publicidade diziam bom dia, e eu, I'm reading a book, man! Sentada num degrau, à entrada de um prédio, vejo sair uma senhora que me conta ter noventa anos, e que lhe custa descer até ao posto médico. Pergunto se precisa de ajuda. «Estou à espera que Deus me chame, menina.» 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:50