Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Eu hoje acordei assim...

por Carla Hilário Quevedo, em 09.09.11

Brigitte Bardot  

 

... não estou certa da justificação dada para a redução da comparticipação aos medicamentos para asmáticos intelectuais, passo a redundância. Dizem que vão cortar nos combinados com corticóides, porque não são tão eficazes como os outros. Ora, segundo a minha vasta experiência neste campo, são precisamente esses remédios os melhores no tratamento da doença. Mas ainda não percebi bem a lógica do corte, nem se se estarão a referir a broncodilatadores de última geração. Vou investigar. Entretanto, procuro avidamente notícias sobre a extinção de fundações. Ainda nada. Também estou à procura de títulos sobre o fim imediato da acumulação de reformas. Não vejo. À falta destas notícias, procuro notas sobre o estabelecimento de um tecto máximo para as reformas. Zero palavras. Já aborrecida de tanto procurar, faço uma última tentativa e viro as páginas à procura de novidades sobre o limite à taxação do rendimento do trabalho. Sim, à taxação; não à dívida. Niente. É claro que Roma não se fez num dia (e também tinham um problema com a dívida: os pobres deviam aos ricos), mas não era nada má ideia falarem sobre estes assuntos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:47