Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.04.04
Explicações e palavras a abandonar (reacções)



- O Nuno aconselha a que enterre o "senhor doutor" ou "senhora doutora". Apoiado! As criaturas que saem da faculdade com o canudo devem ser tratadas por "senhor licenciado" ou senhora licenciada". O "Doutor" deve ser reservado aos doutorados e aos médicos. Mas isto significa acabarmos com os Dr. e as Dr.ª por que somos (os licenciados) agora tratados. E que está correcto segundo o prontuário. Mas não é bom, porque confunde, desprestigia uns e envaidece outros. Na secretaria da faculdade, os licenciados são lics. Não são Dr. nem Dr.ª e muito menos Doutores. Ah, e essa conversa das minúsculas parece-me uma nova moda. Mas isso já é lição de português.

- O Macguffin pergunta o que fazemos a "tenho um amigo meu". Ora se tenho já é meu, embora não necessariamente, mas isso já não cabe à sintaxe decidir. Lixo!

- A Ana faz uma boa pergunta: "Mas, já repararam que tudo isto nos remete mais para modos de estar e não, propriamente, para os vocábulos em si?" Mais, define o que somos. E faz-me pensar no que aprendemos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:58

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.04.04
A sorte deste rapaz (que está aqui em casa a ver a bola) é fazer parte da UBL. Se não já o tinha tirado da lista. Maradona, ou tens blogue, ou não tens blogue. Vê lá isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:46

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.04.04
A manter: "banheiras de DVDs" (a sugestão é do Eduardo) e "mixórdia", termo apreciado pela Sara e por mim também. Tenho carinho por "mistela", mas nada de abusos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:47

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.04.04
Expressões e palavras a abandonar (reacções)



- O Alberto sugeriu que se abandonasse num vão de escada "na minha óptica" e "ao nível de". Que sejam abandonados sem que nenhuma alminha cheia de pena os recolha!

- O Rodrigo sugere a abolição do "eu". Será muito difícil aboli-lo. E a psicoterapia é desaconselhada neste caso. Sugiro que se faça uma dieta de "eu": só em situações de emergência, quando não se puder deixar de o referir por fazer confusão com a terceira pessoa do singular. E nada de confusões entre a primeira e a terceira! O Rodrigo sugere ainda a que se abandone o tão conveniente "alfinete de peito". Não me parece boa ideia. Pode sempre voltar ao velho termo "broche" se preferir.

- O Paulo tem um problema com a palavra "lábios". Isto da Primavera... Bom, em caso de dúvida, omita-se. Porque não dizer simplesmente "beijei a minha mulher"? Aliás, porquê dizer o óbvio? A abandonar: "beijei a minha mulher" e "beijei o meu marido". Ah, e "lábios" usar com cuidadinho, que é para não ouvir a piadinha ordinária.

- A Maria Limonada não gosta de "melindrar". E faz bem. Out!

- A aniversariante Inês não gosta de acessibilidade. É um vocábulo que parece estar a pedi-las, mas eu (agora teve de ser), que não sou de preconceitos, fui ao dicionário ver se seria palavra para pontapear. E não é. A acessibilidade não é o simples acesso, mas a qualidade dos acessos. Por agora fica. Damos-lhe um mês à prova e depois logo vemos. Adenda: "construir acessibilidades" está, obviamente, fora.

- O Afonso sugere o abandono de "gostoso" e de "tudo é relativo". "Gostoso" nem sei se existe! Péssimo, de qualquer modo. Já o "tudo é relativo" ou o "tudo é subjectivo" dão uma tese de doutoramento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:38

...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.04.04
O Ricardo faz hoje 30 anos. Bombardeamentos de beijos, explosões de alegria e parabéns!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:22

...

por Carla Hilário Quevedo, em 27.04.04
Citar o que quem amamos citou é bonito mas não acaba com as saudades



Noto que muito se cita por esta blogosfera fora. Nada contra. Mas também nada que me suscite grande interesse, sobretudo quando não conheço as pessoas que escolhem as citações. A citação diz, com certeza, alguma coisa sobre a pessoa que a escolheu. Mas neste espaço estranho e muito rápido, quase MTViano, não me parece que funcione. É preciso tempo para associar todas as citações feitas e imaginar como será a pessoa que as selecciona tendo como referência apenas a chamada de atenção para textos escritos por outros. A escolha não será feita ao acaso, mas o seu sentido também não será muito claro para o leitor.



Isto por causa de um programa de uma peça de teatro que encontrei perdido num daqueles armários em que tudo está sempre e inevitavelmente desarrumado. A peça chamava-se Em Carne de Cor de Rosa Encarnada e foi escrita pelo Miguel Esteves Cardoso e encenada pelo Carlos Quevedo. Do programa constam várias citações, hilariantes. Percebo (um bocadinho, até porque a peça foi escrita há 20 anos) o que levou a que ambos escolhessem esses fragmentos. E não será engraçado citar o que outros que conhecemos, admiramos e amamos, citaram? Parece-me que sim e por isso fiz uma escolha das citações apresentadas no programa (são ainda bastantes) e ao seleccionar, meti o nariz onde não sou chamada, dizendo também (mais) alguma coisa de mim. Mas não faz mal: para citação, citação e meia. E fica tudo em família.



"A paixão é pura maneira de inteligência." Herberto Hélder



"Mande duas dúzias de rosas para o quarto 424 e escreva, 'Emily, eu amo-te' no verso da conta." Groucho Marx



"É muito difícil uma pessoa auto-flagelar-se com uma vara num quarto tão pequeno que qualquer gesto violento põe em perigo o bric-a-brac." Aldous Huxley



"Drip drop drip drop drop drop drop / But there is no water." T. S. Eliot



"Sabe, quando vou ao teatro é para me divertir... Não o quero ver peças sobre violações, sodomia e vícios... isso tenho eu em casa." Peter Cook



"Não se pode ser rigoroso e ao mesmo tempo puro." Marc Chagall



"A mulher mais simpática que conheci foi enforcada por ter envenenado três criancinhas para receber o dinheiro do seguro." Arthur Conan Doyle



"Constipei-me no parque. Tinham deixado a cancela aberta." James Joyce



"Bem, como costumava dizer a serpente, porque não?" George Bernard Shaw

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:51

...

por Carla Hilário Quevedo, em 27.04.04
A batukada respondeu e deu-me razão no que digo no EEPAA (5). Ufa... Obrigada pela explicação! Já agora, a abandonar: "quem fala?"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:51

...

por Carla Hilário Quevedo, em 26.04.04
A Ana viu um dos filmes mais tristes de sempre: Iris, sobre a vida da escritora e filósofa Iris Murdoch. Eu, que tenho uma péssima relação com a imagem e com o audiovisual em geral, não esqueci nenhuma cena desse filme de grande intimidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:51

...

por Carla Hilário Quevedo, em 26.04.04
Expressões e palavras a abandonar (reacções)



Recebi o seguinte e-mail de reclamação sobre o EEPAA (5): "Uma modesta contribuição: quando ao telefone, à pergunta, "quem fala?", respondo "é o Alberto Inácio", esta resposta é a forma abreviada de "quem fala é o Alberto Inácio". Se dissesse "sou o Alberto Inácio", estaria a responder à pergunta "quem és tu?", que ninguém me fez. Daí que a terceira pessoa seja perfeitamente correcta: e fica mal banir o correcto." Pois, banir o correcto é que não, Deus nos livre e guarde! Hm... Por acaso sinto-me desconfortável a dizer "sou a Carla". E talvez não seja a resposta correcta a "quem fala?" Bom, este é um trabalho para a superbatukada!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46

...

por Carla Hilário Quevedo, em 26.04.04
Mais uma criatura para o Segundo Nível, Nuno!



The Dante's Inferno Test has banished you to the Second Level of Hell!
Here is how you matched up against all the levels:
LevelScore
Purgatory (Repenting Believers)Very Low
Level 1 - Limbo (Virtuous Non-Believers)Low
Level 2 (Lustful)Very High
Level 3 (Gluttonous)High
Level 4 (Prodigal and Avaricious)High
Level 5 (Wrathful and Gloomy)Low
Level 6 - The City of Dis (Heretics)Moderate
Level 7 (Violent)Moderate
Level 8- the Malebolge (Fraudulent, Malicious, Panderers)Moderate
Level 9 - Cocytus (Treacherous)Low

Take the Dante's Inferno Hell Test

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:57