Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 24.09.05
Carnivàle lights (4)



Black Blizzard: a nenhum dos carnies agrada a ideia de ir a Babylon. O prenúncio é péssimo e é preciso um episódio inteiro para provar que nem sempre depois da tempestade vem a bonança. Em Mintern, Brother Justin diz ao Reverendo Balthus: "God spoke to me, as he spoke to Abraham and Isiah and Moses". O mais interessante é o sistema de compensação de Brother Justin (uma personagem extraordinária): faz o mal para poder fazer o bem. Castiga e mata por causa do que considera um bem maior. Na fabulosa tempestade de areia, "o nevão negro, que mata sonhos", tudo se passa: Samson e Jolene, Ben e Lodz, Sofie no diner, Jonesy entra na carrinha da Direcção e sente-se enganado. A tempestade continua. "Only god can make the weather stop", diz Lodz, depois de Ben ter parado a tempestade. A nova igreja é incendiada, seis crianças morrem no fogo. Brother Justin não tem o mesmo poder de Ben.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:19

...

por Carla Hilário Quevedo, em 24.09.05
Carnivàle lights (3)


"There's rules. You give life, you gotta take it from somewhere else. Could be an acre of wheat. Could be Walter's old bird dog, Jim. Could be that little girl you brought in here."

Tipton: gostei muito deste episódio (com o entusiasmo já vi oito). Give me that old time religion, canta Brother Justin Crowe no renovado Chin's. Está na hora de fazer uma evangelização à antiga. As mudanças não agradam a todos. A mãe da criança que Ben curou no início reconhece-o e grita. Jonesy conta a Samson e Ben Hawkins torna-se Benjamin St. John. "Stand there and look encriptic." A fotografia, Big Sky Farms, Mrs. Donovan, muito doente, espera por Ben. Explica-lhe que o dom tem regras: dá uma vida em troca de outra que tira. É isso, Cláudia: não cura, transporta. A mãe de Ben sabia-o. Mrs. Donovan não quer ser salva, mas no final diz "Babylon". Foi para lá que Scudder se dirigiu. Samson zanga-se. E se a mulher tivesse querido ser salva? O que faria Ben? Samson não sabe?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:50

...

por Carla Hilário Quevedo, em 23.09.05
No entanto: este blogue abriu os olhos para ler este post, da Vieira do Mar.</span>

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:14

...

por Carla Hilário Quevedo, em 23.09.05
Estado em que se encontra este blogue


Sophia Loren

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:37

...

por Carla Hilário Quevedo, em 23.09.05
The sound of bomba: o tango que toca agora na grafonola chama-se Monserga e tem música de Américo Viglione e letra de Ernesto Cardenal. Canta Julio Sosa. Não consigo descobrir a letra. Não faz mal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:26

...

por Carla Hilário Quevedo, em 22.09.05
Publicidade argentina



Via Loucuras no Armário da Cozinha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:54

...

por Carla Hilário Quevedo, em 22.09.05
Me, the 13th Duke of Impensável, here? In hell? With Persephone? And her mother? For two years? With my reputation? What do they take me for? (Inspirado nesta personagem.) Parabéns ao Impensado!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:58

...

por Carla Hilário Quevedo, em 22.09.05
Ninho de cucos (30)

Reparei que o gato Varandas abandonou a cozinha. Já não lhe interessa ocupar o espaço à frente do frigorífico nem aquele canto atrás da porta. Durante esta semana, o bicho tem passado grande parte do tempo deitado ao lado do televisor, de frente para os pais que o amam, coitadinho. E sempre que faz miau, mrnhauu, miaumiauuuuu, rinhau, nhau, ouço "this week I have been mostly lying next to the televison set".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:46

...

por Carla Hilário Quevedo, em 21.09.05
Carnivàle lights (2)



After the ball is over: o encontro no diner. Hopper, Luís, sim. O Bem, o Mal e a Magia, sentados no mesmo local. "Every profet in this house." O Reverendo e Ben sonham o mesmo sonho. "Your ma is a turnip", diz Ben a Sophie. Na imagem vê-se como é. Mas a frase mereceu uma tradução selvagem: "A tua mãe é uma nabiça". Nabiça? Para fazer sopa? O Senhor falou com o Reverendo Justin Crowe (a personagem até agora mais complicada, sofrida, angustiada, teatral), que leva Templeton a encarar o seu pecado. Templeton não aguenta. Brother Justin não se comove. Nada como uma bela limonada depois do confronto com aquilo que se é, para refrescar na tomada de consciência. A irmã, Luís, aquela irmã que tenta manipular, mas não manipula, pois não? Iris percebe que Justin está diferente, mas sente uma atracção por aquele fanatismo. Lodz bebe absinto com um torrão de açúcar dissolvido em água. E as siamesas não desafinam como os migrantes na igreja.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:04

...

por Carla Hilário Quevedo, em 21.09.05
Caprichos



Via Britney.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:49