Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Diário da pandemia (8)

por Carla Hilário Quevedo, em 28.03.20

- Li e reli a homilia de ontem do Papa Francisco, numa Praça de São Pedro quase tão vazia como aquela em que estive há cerca de dois anos às seis da manhã. As imagens comoveram crentes e não crentes, mas são as palavras que mais contam, tão perfeitamente adequadas ao momento avassalador que vivemos. Obrigada ao Papa Francisco por me fazer pensar na diferença entre optimismo e fé. Aqui fica um excerto desta homilia histórica. 

Porque sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?» O início da fé é reconhecer-se necessitado de salvação. Não somos autossuficientes, sozinhos afundamos: precisamos do Senhor como os antigos navegadores, das estrelas. Convidemos Jesus a subir para o barco da nossa vida. Confiemos-Lhe os nossos medos, para que Ele os vença. Com Ele a bordo, experimentaremos – como os discípulos – que não há naufrágio. Porque esta é a força de Deus: fazer resultar em bem tudo o que nos acontece, mesmo as coisas ruins. Ele serena as nossas tempestades, porque, com Deus, a vida não morre jamais."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:35